Nas Bancas

Maquilhador da rainha Mathilde da Bélgica interrogado pelo roubo das joias da grã-duquesa Maria Teresa do Luxemburgo

Caso remonta a 2017, mas só agora foi tornado público

CARAS
19 de dezembro de 2018, 15:42

O maquilhador da rainha Mathilde da Bélgica foi detido e esteve a ser ouvido durante várias horas pela polícia do Luxemburgo, acabando por ser libertado depois de negar qualquer envolvimento.

O caso remonta a 2017, mas só com a visita da polícia luxemburguesa à cidade belga de Bruxelas, para interrogar este que é o principal suspeito, se ficou a saber que a família real da Bélgica apresentou uma queixa por roubo de joias.

Os investigadores acreditam que as jóias foram roubadas do Palácio Real, tendo os ladrões sido vistos a fugir em bicicletas que largaram para embarcarem em lanchas motoras. As jóias continuam desaparecidas e, até ao momento, não são conhecidos mais detalhes.

O interrogatório que aconteceu nesta segunda feira, 17 de dezembro, baseou-se na descoberta de vestígios de ADN deste maquilhador no local de onde se presume que as jóias tenham desaparecido.

Num comunicado oficial, o porta-voz do Palácio grão-ducal, disse que não seriam reveladas mais informações para "não prejudicar a investigação".

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras