Nas Bancas

Philippe da Bélgica apadrinha criança plebeia

Pela primeira vez, o monarca tornou-se padrinho do sétimo filho de uma família belga.

CARAS
15 de março de 2016, 16:54

Na Bélgica, faz parte da tradição que o rei seja padrinho do sétimo filho rapaz das famílias no seu país. O mesmo acontece se nascerem sete raparigas seguidas – neste caso, a rainha é a madrinha. Ontem, dia 14, o costume cumpriu-se para o rei Philippe pela primeira vez com o nascimento de dois rapazes gémeos na família Mounadi, de Anderlecht, Bruxelas. O nascimento das duas crianças fez com que o casal Mounadi ficasse com oito filhos. Haroun, o gémeo que nasceu primeiro, foi o feliz contemplado com o apadrinhamento por parte da família real. Ele foi o sétimo rapaz e tem, agora, o rei da Bélgica como seu padrinho.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras