Nas Bancas

Futuras rainhas da Europa: Amalia da Holanda, um princesa 'low profile'

Será a quarta rainha na história da Holanda.

CARAS
10 de março de 2019, 09:38

Na monarquia holandesa – criada em 1815 por Guilherme I, anteriormente príncipe de Orange e Nassau –, cuja lei de sucessão continua a privilegiar a via varonil, curiosamente, durante 123 anos reinaram, sucessivamente, três mulheres: Guilhermina, de 1890 a 1948, Juliana, de 1948 a 1980, e Beatriz, de 1980 a 2013. Esta última e o marido, o príncipe consorte Claus, porém, asseguraram a descendência não com um, mas com três varões: o atual soberano, Guilherme, nascido em 1967, Johan-Friso, em 1968 (que morreu em 2013, na sequência de um acidente na neve), e Constantijn, em 1969. Mas este reinado masculino será apenas um interregno, pois na próxima geração será de novo uma mulher a sentar-se no trono, uma vez que Guilherme e a mulher, Máxima, tiveram apenas raparigas: Amalia, nascida a 7 de dezembro de 2003, Alexia, em junho de 2005, e Ariane, em abril de 2007.
Segunda na linha de sucessão desde o seu nascimento e princesa de Orange desde que o pai se tornou rei, em 2013, Amalia tem sido educada para a tarefa que a aguardará um dia. Isso implica saber lidar com banhos de multidão e transmitir uma imagem pública irrepreensível – mesmo que a monarquia holandesa seja das menos formais da Europa –, mas também ter conhecimentos em áreas tão diversas como política, economia, direito, diplomacia, história ou estratégia militar (já que um dia será Chefe das Forças Armadas).
No entanto, e por vontade dos pais, o seu estilo de vida ainda é o mais low profile possível. Depois de ter estudado numa escola primária pública, atualmente frequenta o colégio Christelijk Gymnasium Sorghvliet, na capital da Holanda, Haia, onde a família real acaba de se instalar, no Palácio de Huis ten Bosch. Dos seus principais interesses destacam-se a equitação, o hóquei, o esqui, o canto e o piano.
Por enquanto, Amalia não cumpre uma agenda oficial, mas acompanha os pais, tal como as suas irmãs, em momentos importantes da vida destes enquanto reis e em várias festas tradicionais do seu país. E o dia do seu aniversário já é celebrado com alguma pompa, com um concerto para o qual são convidados embaixadores, membros da corte e do Conselho de Estado holandês (do qual passará a fazer parte quando atingir a maioridade).

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras