Nas Bancas

Beatriz, Máxima e Guilherme da Holanda

Beatriz, Máxima e Guilherme da Holanda

Reuters

Família real holandesa enfrenta cortes nas contribuições

O parlamento holandês vai debater um eventual corte no dinheiro dos contribuintes que é atribuído à rainha Beatriz e à sua família.

Redação CARAS
17 de outubro de 2011, 15:36

As contribuições atribuídas pelo governo holandês à rainha Beatriz da Holanda e aos outros membros da família real podem ser cortadas. Apesar de a população se mostrar satisfeita com a rainha e o primeiro-ministro Mark Rutte considerar que "a Casa Real holandesa já poupa o suficiente", não sendo por isso necessário "cortar mais o investimento", os deputados asseguram que “todos os cidadãos devem apertar o cinto”.
De acordo com as contas analisadas pelos deputados e depois de ter sido efetuado um corte de 4%, a rainha recebe 829 mil euros por ano do dinheiro público, enquanto os príncipes herdeiros, Guilherme e Máxima, dispõem de 492 mil euros. No total, o orçamento da família real está avaliado em 5,8 milhões de euros para despesas pessoais, e 107 milhões para gastos com segurança, visitas de Estado e manutenção dos palácios.
Outro dos pontos discutidos na audiência foi a questão de a rainha poder ou não participar na formação do governo. Segundo a lei, enquanto chefe de Estado, a monarca recebe os líderes dos partidos à medida que avançam para uma coligação, tendo sempre uma palavra a dizer. Este procedimento é considerado insustentável pela extrema- direita, que propõe uma "monarquia simbólica", sem poder polítco.
 

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras