Nas Bancas

Joaquim da Dinamarca admite estar arrependido de um detalhe da educação do filho Nikolai

Numa entrevista a uma revista semana dinamarquesa reconheceu ter aprendido uma grande lição.

CARAS
21 de junho de 2019, 11:56

Foi no verão passado que a casa real da Dinamarca anunciou, através de várias fotografias, que Nikolai teria iniciado a instrução militar, seguindo assim os passos do seu pai, Joaquim. Contudo, a formação militar do jovem não chegou ao fim. Apenas dois meses depois, Nikolai decidiu interromper a sua formação já que não se encontrava feliz onde estava.

Foi nessa altura que decidiu voltar às passarelas, voltando a ser modelo, profissão que segue na atualidade e com a qual tem muito sucesso, fazendo desfiles pelo Japão e Paris, entre tantos outros locais. Poucos saberão que Joaquim da Dinamarca foi uma das pessoas que mais lutou para que o filho não abandonasse o exército, como terá confessado durante uma entrevista a uma revista dinamarquesa.

Assume ter pressionado o filho para entrar na academia militar e só a advertência da mulher, a princesa Marie, o fez entender que talvez não fosse esse o lugar mais adequado para Nikolai. Mas o príncipe Joaquim continuava a acreditar que a escola militar seria uma boa opção para o futuro do seu filho, mas hoje assume arrepender-se dessa atitude. “Esta história ensinou-me a prescindir das minhas próprias expetativas”, reconheceu.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras