Nas Bancas

Diana deixou de usar Chanel depois do divórcio

O motivo prende-se precisamente com o fim do casamento com o príncipe Carlos.

CARAS
7 de julho de 2018, 14:00

Diana de Gales deslumbrou em várias ocasiões após o divórcio com looks Christian Dior e Versace, mas há uma marca que não usava propositadamente: Chanel. Depois da separação oficial de Carlos, em agosto de 1996, e de, consequentemente, o príncipe assumir o relacionamento com Camilla Parker Bowles, Lady Di deixou de usar Chanel em público devido ao logotipo da marca - duas letras C interligadas. "Ela disse 'Não, não posso usar C's interligados; o duplo C'", contou o designer australiano Jayson Brundson à 'Harper’s Bazaar'.

Brundson trabalhou com Diana quando esta visitou um hospital na Austrália, no âmbito de uma ação beneficente, naquela que seria a sua última visita ao país, em 1996. Quando o stylist sugeriu um par de sapatos Chanel para completar o look escolhido, o membro da família real britânica deu um motivo muito específico para recusar a ideia. "Perguntei porquê, e ela disse 'É Camilla e Carlos'", lembrou. "Foi definitivamente o timing; porque foi após o divórcio. Os C's interligados lembravam-lhe de Carlos e Camilla", contou Brundson.

Esta não foi a primeira vez em que o desafeto da princesa veio a público. Durante o seu casamento com Carlos, Diana notou que o príncipe ia usar botões de punho dourados com C's interligados gravados - o que interpretou como sendo uma referência a Carlos e Camilla. O alegado incidente foi mencionado num excerto do livro 'The Duchess: The Untold Story', de Penny Junor.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras