Nas Bancas

Meghan Markle luta pela igualdade de géneros desde a infância

Com apenas 11 anos, depois de ver um anúncio sexista, Meghan resolveu agir e a iniciativa levou-a a um programa de televisão. Veja o vídeo.

CARAS
2 de dezembro de 2017, 14:49

Meghan Markle começou a marcar uma posição em relação a problemas sociais desde muito cedo. Em 1993, quando tinha apenas 11 anos, sentiu-se inspirada a fazer a diferença depois de ver um anúncio televisivo em que a multinacional Procter & Gamble insinuava que o seu detergente de loiça era usado só por mulheres devido ao slogan "as mulheres em toda a América estão a lutar contra panelas e frigideiras gordurosas".
Descontente, a criança escreveu uma carta para a empresa, para Hillary Clinton, e para a pivô da Nick News Linda Ellerbee, que enviou uma equipa para a conhecer. "Não acho que seja certo para as crianças crescerem com este tipo de coisas; a pensarem que só a mãe faz tudo", disse Markle durante a entrevista. "Pensei como é que alguém podia dizer aquilo. Um em cada três anúncios diz algo que vai magoar os sentimentos de alguém".
Na sua carta, Meghan pedia que a frase fosse alterada para "as pessoas em toda a América estão a lutar contra panelas e frigideiras gordurosas". E assim foi. Dias mais tarde, o anúncio foi novamente transmitido, já com a correção.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras