Nas Bancas

Guilherme e Máxima da Holanda, Alberto e Paola da Bélgica apoiam familiares das vítimas do acidente na Suíça

As famílias reais estiveram no funeral de 17 das 28 pessoas que morreram há uma semana, quando o autocarro escolar em que viajavam embateu na parede de um túnel na auto-estrada.

Redação CARAS
22 de março de 2012, 15:10

No passado dia 13, um autocarro com 52 pessoas regressava de umas férias na neve quando bateu contra a parede de um túnel de uma auto-estrada Suíça, provocando a morte de 22 crianças e seis adultos.
Ontem, o funeral de 15 crianças, um professor e uma instrutora decorreu em Lommel, uma localidade no norte da Bélgica, perto da fronteira com a Holanda. As cerimónias fúnebres contaram com a presença dos príncipes Guilherme e Máxima da Holanda, dos reis Alberto e Paola da Bélgica, do primeiro-ministro belga, Elio Di Rupo, e do seu homólogo holandês, Mark Rutte. A presidente da Confederação helvética, Eveline Widmer-Schlumpf, e uma delegação do cantão de Valais, na Suíça, também estiveram presentes no pavilhão onde decorreu a cerimónia.
No exterior, milhares de pessoas quiseram prestar o seu tributo às vítimas daquele que é o mais grave acidente rodoviário na história da Suíça.
Das 15 crianças, seis eram holandesas, e a comoção sentida por Máxima durante a cerimónia foi visível, já que a princesa não conseguiu conter as lágrimas. A mulher do príncipe Guilherme ter-se-á também recordado do cunhado, Johan Friso, que se encontra em coma depois de ter ficado soterrado por uma avalancha enquanto esquiava fora de pista.
O funeral das restantes 11 vítimas decorreu hoje em Leuven e contou novamente com a presença dos soberanos belgas e dos príncipes holandeses.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras