Nas Bancas

Seth MacFarlane: um digno anfitrião da cerimónia dos Óscares

O monólogo de abertura de Seth MacFarlane na 85.ª edição dos Óscares incluiu Tommy Lee Jones a sorrir, um coro gay, Charlize Theron e Channing Tatum a dançar uma valsa. Daniel Radcliffe e Joseph Gordon-Levitt acompanharam MacFarlane numa atuação clássica na cerimónia.

Redação CARAS
25 de fevereiro de 2013, 03:28

Na atuação de abertura da 85.ª edição dos Óscares, Seth MacFarlane teve o apoio do coro gay de Los Angeles. Não é a primeira vez que um apresentador dos Óscares aproveita por defender uma minoria na sociedade norte-americana, resta saber se terá a oportunidade de repetir a proeza… e se a quer repetir.
Do ponto de vista do humor e da dinâmica dos atos musicais, MacFarlane saiu a ganhar. Gerou momentos que fizeram lembrar Ricky Gervais a apresentar as prévias edições dos Globos de Ouro, mas soube equilibrar com momentos musicais tão marcantes como Hugh Jackman em 2009. Foi puro entretenimento. Mas a voz por detrás das personagens de Family Guy e TED já admitiu à agência AP que não sabe se consegue aguentar a pressão por mais um ano.
A cerimónia dos Óscares é reconhecidamente um evento que exige muito dos seus apresentadores: recordemos o 'fiasco' que foi em 2011 com James Franco e Anne Hathaway.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras