Nas Bancas

Miguel Vieira inspira-se no fado para a próxima estação fria

O criador levou as suas propostas para o outono/inverno 2012/12 à ‘passerelle’ da ModaLisboa.

Redação CARAS
10 de março de 2012, 21:15

“A busca nunca termina e a descoberta é o elixir davida. Mas mais ainda que descobrir, redescobrir pode ser algo mágico. Hoje, abusca é em torno de nós próprios, dos nossos sentimentos, da nossa alma, dasnossas raízes… Lentamente, a vida recomeça  a pulsar nos bairros tradicionais e, nas casasde fado, novas vozes se fazem ouvir. Mas se o fado é antigo, não se pode dizerque ele seja antiquado, e esta geração de intérpretes não se limita a reproduzira memória dos seus antepassados, eles estão também a mudar o fado. Bebem nassuas raízes, na saudade, e acrescentam-lhe novas expressões, provando que ofado nunca morre. Além de um ‘cantar’ diferente, estas novas sonoridadesemprestam ao fado uma nova cara, vestindo-o de forma mais contemporânea…” Foi precisamente no fado que Miguel Vieira se inspirou para criar os modelos que desfilaram napasserelle da 38.ª ModaLisboa. Preto, cinzento, bege, vermelho e verde pintamas propostas para o próximo outono/inverno.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras