Nas Bancas

Dino Alves encerra segundo dia de desfiles da 47.ª ModaLisboa

Um desfile que começa com muita cor e termina a preto e cinza mostra as peças da coleção de primavera/verão 2017.

9 de outubro de 2016, 00:44

“Esta coleção conta de forma simples uma história que se vislumbra complexa, no entanto sem grandes devaneios, ímpetos ou distorções. Com nitidez, lealdade e sofrimento porque somos no tempo da secura, do frio e das cinzas. E porque diante de qualquer coisa que respire ou cante, devemos estremecer.
Passa-se no planeta Terra e a protagonista é a Natureza. Fala-nos do futuro próximo, preocupante e assustador pelo qual, nós, seres humanos e gerações vindouras iremos passar, sofrendo assim, as consequências.
Por isso tem como título: WARNING, como um aviso de alerta e perigo, uma chamada de atenção para alguns comportamentos que deveremos alterar. É uma história um pouco romântica, triste mas realista contada através da natureza, personagem principal desta história, representada pelas plantas, árvores e sobretudo pelas flores, seres de uma beleza inigualável e onde aliás encontramos o mais puro design.
Vivem, crescem, e morrem, naturalmente como nós. Nesta história, começam por aparecer na sua forma mais esplendorosa e vão definhando, secando, apodrecendo, até que muitas vezes se extinguem prematuramente, deixando de existir, para mágoa das próximas gerações. Ideia que dê sentido à caminhada, que nos lembre que somos vivos e sensíveis qualquer coisa.”
É desta forma que Dino Alves descreve as propostas que levou à passerelle da 47.ª ModaLisboa.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras