Nas Bancas

Telma Santos partilha a relação que tem com a filha: "Revejo-me muito na Maria"

A manequim falou do que mudou em si depois de ter sido mãe e da cumplicidade que tem com a filha.

Joana Carreira
6 de outubro de 2010, 10:31

A 3 de outubro de 2007, a vida de Telma Santos e Pedro Guedes mudou para sempre com o nascimento de Maria Gabriela. A partir desse momento, a prioridade dos dois manequins passou a ser o bem-estar da filha. Apesar de ser um constante desafio tentar conciliar as inúmeras viagens a que a profissão obriga com a rotina que uma criança exige, Pedro e Telma consideram que têm conseguido ser pais presentes e bons profissionais.

A convite da CARAS e do troiaresort, a manequim e a filha passaram dois dias em Tróia, sem Pedro, que teve de ficar a trabalhar.

- Cresceu relativamente perto desta zona. Tróia não será uma novidade para si...
Telma Santos - Tróia não é novidade, mas as novas instalações e os novos empreendimentos são. E estou felicíssima, porque já era uma zona que merecia atenção devido ao seu potencial turístico.Eu sou uma pessoa muito mais de praia do que do campo e sempre que posso venho para esta zona ou para a Arrábida.

Telma Santos e a filha, Maria
Telma Santos e a filha, Maria
João Lima
- É bom ter assim uns dias só com a sua filha e com algumas amigas?
- É um fim de semana totalmente no feminino! Há uns anos éramos só nós e divertíamo-nos de outra maneira. Agora, quando estamos à mesa, é só crianças. Os anos passaram, mas passaram bem. É giro ver como a minha filha tem amigas que são as filhas das minhas amigas!


- Acredito que no dia-a-dia também lhe saiba bem ter estes momentos com a sua filha...
- Sabe muito bem e nós temos alguns momentos assim, só as duas. Na maior parte do tempo a Maria está ou comigo ou com o Pedro. Claro que também temos muitos momentos em família, que são essenciais, mas quando estamos só as duas também é bom, porque a nossa relação torna-se mais íntima.


Telma Santos e a filha, Maria
Telma Santos e a filha, Maria
João Lima
- Tem sido fácil conciliar a sua carreira de manequim, que a obriga muitas vezes a viajar, com o seu papel de mãe?
- Não é fácil, mas é possível devido à ótima família que temos. Isso facilita-nos muito a vida e dá-nos a hipótese de desfrutar plenamente do tempo que temos juntos. Se não tivéssemos esse apoio seria muito mais desgastante. Apesar de não ver a Maria nessas ocasiões de trabalho, também sei que se tivesse uma profissão mais comum só a veria depois das oito ou das nove da noite todos os dias. Assim, posso passar dias inteiros com ela.


- A sua personalidade mudou desde que foi mãe?
- Tornei-me muito mais confiante. Sinto-me mais forte e consigo superar mais facilmente as dificuldades. O meu sentido prático mudou. Quando somos jovens e temos esta profissão, somos egoístas, porque pensamos muito em nós e acreditamos que tudo gira à nossa volta. Depois de ser mãe isso mudou.


Telma Santos e a filha, Maria
Telma Santos e a filha, Maria
João Lima
- A Maria é comunicativa e feminina. Revê-se muito nela?
- Sim, revejo-me muito na Maria, completamente! Quando vejo algumas fotografias ou certas expressões que ela tem, penso: "
Sou eu!
" E as pessoas à nossa volta dizem o mesmo. Ela é completamente uma menina da mamã e espero ter esta relação com a minha filha para sempre. Temos uma energia muito engraçada. Claro que a minha filha adora o pai! Temos uma relação mágica entre os três.


- Percebe-se pela maneira como fala que adora ser mãe. Planeia ter mais filhos?
- Já esteve mais longe... Chega a uma fase em que queremos sentir tudo novamente, mas sei que não é a altura indicada... A Maria Gabriela não foi planeada e não vamos fazê-lo com outro filho. Por isso, quando engravidar, vai ser uma alegria.


*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras