Nas Bancas

Naomi Campbell

Naomi Campbell

Reuters

Naomi Campbell comenta polémica

A modelo britânica enviou um comunicado à imprensa sobre o caso dos diamantes.

Joana Carreira
11 de agosto de 2010, 15:31

A top model britânica Naomi Campbell divulgou um comunicado cinco dias depois de testemunhar no Tribunal de Crimes de Guerra de Haia por ocasião do julgamento do ex-presidente da Libéria, Charles Taylor. A manequim declarou que não tem nada a ganhar em mentir sobre os diamantes e acrescentou que as insinuações de que não se preocupa com a situação de África são ridículas.

No texto, Campbell descreveu-se como "uma mulher negra que sempre apoiou e apoiará causas nobres, especialmente as que estão relacionadas com África". O documento diz ainda que Naomi "não está a ser julgada em Haia e foi apenas ajudar o tribunal da melhor forma possível". O comunicado foi enviado através de uma agência de comunicação com sede em Londres, depois da polémica acerca do presente dado por Taylor a Naomi, um 'diamante de sangue' em bruto, que a modelo apelidou de "pedras sujas".

Recorde-se que os testemunhos de Naomi Campbell e da atriz norte-americana Mia Farrow fazem parte do julgamento do ex-presidente da Libéria, Charles Taylor, acusado de crimes de guerra e contra a humanidade.

*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras