Nas Bancas

Valeria Mazza: "Quero olhar nos olhos dos meus filhos e sentir-me digna"

A 'top model', de 38 anos, acredita que a maternidade a humanizou e deu mais sentido à sua vida. Defende, ainda, que ser mãe não lhe retirou sensualidade.

Andreia Guerreiro
28 de junho de 2010, 10:27

Confessa que foi uma menina muito pouco feminina, que gostava de brincar com rapazes e com carrinhos e que trepava às árvores da sua terra natal, Rosario, na Argentina. "Vivia cheia de feridas nos joelhos. Enquanto as minhas amigas se disfarçavam com os vestidos das mães, eu estava noutra. Pode dizer-se que não procurei esta profissão, foi, sim, a profissão que veio ao meu encontro. Desde que comecei a trabalhar no mundo da moda descobri a parte feminina que há em mim, aprendi a desfrutar de um bom vestido, a arranjar-me e a pôr-me bonita", assegura Valeria Mazza, de 38 anos.

A top model internacional e empresária dedica-se atualmente ao seu trabalho de apresentadora de um programa de televisão, o primeiro da América Latina dedicado a descobrir talentos no estilismo. "É um programa que se vê desde o México à Argentina. Não é um reality show convencional, no sentido que não inclui a parte da convivência dentro de um quarto, mas antes os relacionamentos dos participantes", explica Valeria.

Valeria Mazza
Valeria Mazza
CARAS Argentina
A modelo pensa que o glamour pode obter-se com trabalho, mas a elegância e a classe são qualidades com as quais se nasce, ou não.
"Parece-me pouco elegante alguém usar qualquer coisa que não tem nada que ver com o seu corpo nem com a sua personalidade. Quando vemos primeiro a mulher e depois o que usa, então é porque está bem. Ao contrário, se o que nos chama a atenção primeiro é o vestido ou as botas, é porque está mal vestida. Por isso, o melhor piropo que nos podem dizer é 'estás tão linda!' e não 'estás tão bem vestida!'",
afirma, com a segurança de quem encarna essa sabedoria.
"O que nunca deve faltar no nosso guarda-roupa é um vestido preto, porque pode acompanhar-nos de dia e de noite, dependendo da forma como o combinamos. Os básicos são uma camisa branca, uns
jeans
, um fato de calças e casaco ou camisa e um bom par de botas"
, aconselha. E continua:
"A elegância não tem nada que ver com a idade. Há que aprender a conviver com o passar do tempo. Querer aparentar ter sempre 20 ou 30 anos é impossível. Devemos aceitar a idade o mais dignamente possível. Para além de sabermos como vestir-nos, o mais importante é cuidarmos do interior para que, quando nos olhamos ao espelho, não vejamos só o que nos devolve a imagem, mas também os aspectos mais profundos, que são os que nos vão acompanhar até à morte",
frisa a
top model
, que também está dedicada ao lançamento das suas linhas de óculos de sol e de roupa.


Mãe de quatro filhos,
Balthazar,
de 11 anos,
Tiziano
, de oito,
Benicio,
de cinco, e
Taína
, de dois, fruto do seu casamento com
Alejandro Gravier
, de 46 anos, Valeria Mazza confessa que a maternidade lhe deu equilíbrio.
"Ser mãe humanizou-me, deu sentido à minha vida. Foi algo que procurei. Não fui mãe porque sim ou porque encontrei alguém e fiquei grávida. Foram oito anos de noivado com o Alejandro, estamos casados há 12, temos quatro filhos... E isso sonhámo-lo juntos."


Valeria Mazza
Valeria Mazza
CARAS Argentina
- Acredita que a maternidade mata a sensualidade?

-
Nãaaooo! Nem mata a sensualidade nem mata nada! O corpo fica com algumas marcas depois das gravidezes, mas no meu caso convivo bem com isso. Nas minhas gravidezes cheguei a engordar 20 quilos, e depois tive de fazer sacrifícios e muita ginástica para perder peso e voltar a estar bem. Mas o mais importante é que o objetivo seja alcançável. O meu objetivo não é estar com o corpo que tinha aos 20 anos, porque não só nunca o vou conseguir como me sentiria mal.


- Quando é que se sente mais sexy?

-
Nos momentos em que acredito em mim. E isso relaciona-se também com o facto de estarmos bem connosco próprios. Claro que a forma como a pessoa que está ao nosso lado nos vê também nos influencia. Quando nos arranjamos bem e ainda por cima estamos em harmonia com o que nos rodeia, então sentimo-nos
sexy
.


- Tem algum segredo para manter a paixão no casamento?
- Quando conheci o Alejandro eu tinha 18 anos. Já passaram 20! Imaginem! Tivemos a sorte de nos encontrarmos, elegermo-nos e conseguirmos que a nossa relação funcione. Divertimo-nos muito os dois e voltaríamos a eleger-nos. Há muito amor, mas também muita vontade de que a relação prospere. Crescemos juntos e cada um de nós, por sua vez, tem crescido individualmente.


Valeria Mazza
Valeria Mazza
CARAS Argentina
- Acha que as modelos se tornaram vedetas?

-
O título de modelo fez-se para abarcar muito mais. Hoje, quando uma rapariga bonita faz uma sessão fotográfica ou um desfile, acha logo que é modelo. Aposto no que sou e mantive-me sempre na mesma linha. Para mim, o importante é ver-me ao espelho e não ter vergonha. E olhar nos olhos dos meus filhos e sentir-me digna.




Siga a CARAS no
e no
!


*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras