Nas Bancas

Tiago Monteiro e Diana Pereira: As primeiras fotos do filho, Noah

A manequim e o piloto reuniram o filho, de dois meses, e a filha, Mel, de quase dois anos, numa sessão fotográfica especial.

Andreia Guerreiro
3 de fevereiro de 2010, 10:24

Casados há cerca de ano e meio, a modelo e piloto Diana Pereira e o piloto e empresário Tiago Monteiro são o espelho da felicidade, e o nascimento do segundo filho, Noah, em Novembro, reforçou o sentimento, como acontecera quando nasceu a filha, Mel, em Fevereiro de 2008. O casal confessa que não pretende ficar por aqui, mas antes Diana quer regressar aos ralis.

- Esta foi a primeira sessão fotográfica a quatro...
Diana Pereira -
Foi um bocado stressante. [risos] Foi engraçado por ser a primeira aparição do Noah, mas complicado, porque tivemos de olhar pelos dois.

- Tem sido difícil tomar conta de dois filhos?
-
Não tem sido tão difícil quanto pensávamos. O Noah até é mais tranquilo do que a Mel, o que ajuda bastante. Mas são sempre dois filhos, é muito bom, mas exige muito de nós.
Tiago Monteiro - O segredo é não entrar em pânico ou stresse. [risos] Deixamos de ter tempo para o que quer que seja, porque toda a atenção vai para as crianças.

- Mas conseguem gerir tudo de forma a terem tempo para a vossa relação?
Diana -
O Noah tem apenas dois meses, e ainda não recomeçámos as viagens, pelo que temos tido uma vida um pouco mais tranquila, mais sedentária, mas sem muito tempo para nós. Contudo, pensamos fazer tudo igual ao que fazíamos, vamos continuar a viajar, a logística é que é mais complicada. Ah, mas já conseguimos ir ao cinema uma vez! [risos] Foi de tal maneira que quase adormecemos, aliás, o Tiago adormeceu mesmo...
Tiago - Ainda não comecei a competir e, com a altura do Natal, conseguimos ficar mais por Portugal, e tem sido tudo muito tranquilo. Daqui a umas semanas regressa toda a acção e vamos ver como é viajar em família, agora com mais um filho.

- Sentem-se preparados?
Diana -
Já estou ansiosa para andar a viajar com eles, com malas atrás, biberões, enfim... No fundo, já estamos habituados, e o que cabia numa mala para um, agora tem que dar para dois. E já sinto falta de alguma agitação.

- Para o Tiago, o Noah nasceu na altura certa...
Tiago -
Sim, perdi o nascimento por umas horas, mas desde então tenho conseguido acompanhar estes primeiros tempos de vida.

- Deve ter sido um Natal muito especial...
Diana -
Sem dúvida. É incrível como uma criança realmente enche a casa.
Tiago - E agora, com quatro pessoas, já é mesmo uma família. [risos] Ainda por cima, a Mel já tem noção do que é o Natal e foi muito mais giro.

Diana Pereira com o filho, Noah
Diana Pereira com o filho, Noah
Carlos Ramos
- Sentem-se mais completos enquanto família desde o nascimento do Noah?
Diana -
Sempre nos sentimos uma verdadeira família, mas agora é diferente. Talvez porque sempre pensámos em ter mais filhos, em ter uma família grande, e o Noah veio ajudar a completar esse sonho.


- Como reagiu a Mel ao nascimento do irmão?
Tiago -
Até agora, muito bem. Não tem ciúmes, é muito meiguinha, dá-lhe muitos mimos, mas é ainda um bebé e, às vezes, é um bocadinho bruta. Mas quando acorda, a primeira coisa que faz é chamar pelo mano.

Diana -
Fazemos questão que a Mel participe em todas as tarefas e em tudo o que tem que ver com o irmão, desde o banho à muda das fraldas. E ela sente-se importante com isso, o que acho que ajuda bastante.


- Como tem sido o crescimento dela?
Tiago -
A Mel está incrível. Ainda não tem dois anos, mas já fala, canta, dança, é muito activa e tem uma personalidade cada vez mais vincada. Depois, está sempre a fazer palhaçadas, é linda, fartamo-nos de rir com ela.


- Sente-se mais completa com o segundo filho?
Diana -
Sinto-me mais cansada... [risos] Esta parte inicial é um bocado complicada, porque eles têm os sonos trocados, ela ainda não dorme as noites completas...


- Sente que esta foi a altura certa para ser mãe de novo ou perdeu muito da sua carreira?
-
Foi a altura certa. E agora vamos os dois recomeçar a trabalhar, e vamos tentar aproveitar ao máximo. Entretanto, eles vão crescer e nós ainda temos uma vida pela frente, porque somos muito novos. Vamos poder continuar a viajar e a realizar os nossos sonhos.


- Ter dois filhos num tão curto espaço de tempo afectou de alguma forma a vossa relação?
-
Não, estamos cada vez mais unidos e apaixonados. Há quem tenha depressões pós-parto, por exemplo, o que afecta a vida de todos em seu redor e afasta um pouco o casal. Nós tentamos que isso não aconteça e fazemos várias coisas nesse sentido. Cada um tem a sua cama, por exemplo, e a partir dos quatro meses têm o seu próprio quarto. Isto permite-nos manter a privacidade, é uma dinâmica que funciona bem.


Tiago Monteiro e Diana Pereira com os filhos, Noah e Mel
Tiago Monteiro e Diana Pereira com os filhos, Noah e Mel
Carlos Ramos
- Nem vale a pena perguntar se encontraram a pessoa certa para constituir família...
-
Nem imaginava ter filhos com outra pessoa que não o Tiago, de forma alguma. Mesmo com a vida que leva, o Tiago consegue ser um pai muito presente. E a internet facilita muito as coisas.

Tiago -
Sim, a Mel olha para o computador e diz 'papá'. [risos] Viajo muitas vezes, mas acabo por não estar muito tempo fora em cada viagem. Agora somos muito felizes e sem dúvida que não me imagino com outra pessoa. A Diana é uma mãe fantástica, a prioridade dela é a família, e isso é maravilhoso.

Diana -
Ambos acabamos por ter vidas agitadas, e isso leva-nos a compreender melhor o trabalho de cada um e a respeitarmo-nos. Quando assim é, uma relação só pode correr bem.

Tiago -
Infelizmente, a Diana acabou por sacrificar muito mais a carreira dela, mas era ela quem podia ter os bebés... [risos] Eu tentei adaptar ao máximo a minha carreira à vida pessoal, agora é tempo de apoiar ao máximo a Diana a recuperar o tempo perdido.


- São um casal realizado...
-
Sou o homem mais sortudo do mundo. Mais que a minha carreira ou os negócios, é esta família maravilhosa que tenho. Ter uma família assim é um sonho para mim. E são uma motivação extra para o meu trabalho. Aliás, são a causa do meu sucesso, porque me empenho a dobrar.


- Entretanto, a Diana prepara-se para regressar ao trabalho, sobretudo à paixão das corridas?
Diana -
Sim, porque moda nunca deixei de fazer. Já sinto falta daquela adrenalina toda.




Siga a CARAS no
e no
!


Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras