Nas Bancas

Jonathan e Kevin: Talento e sucesso em dose dupla

Dos dois modelos, Kevin é o mais reservado e emocional. Jonathan é extrovertido e até mais cauteloso. É a ele que cabe a palavra na maioria das vezes.

Andreia Guerreiro
13 de janeiro de 2010, 10:19
Jonathan
queria ser astronauta,
Kevin
sonhava ser mágico. No entanto, foi sem truques que chegaram ao mundo da moda, e tem sido com os pés bem assentes na terra que têm gerido uma curta e bem sucedida carreira, da qual já faz parte um Globo de Ouro. Uma carreira com a qual nunca sonharam. Jonathan e Kevin, de 23 anos, são filhos de pais portugueses, nasceram em Paris e aos cinco anos vieram viver para Portugal, mais precisamente para Felgueiras, uma cidade pequena onde toda a gente se conhece. Nunca tinham pensado sair de lá. Aliás, quando iniciaram o curso de Desporto, numa faculdade no Porto, pediram transferência para Felgueiras porque não queriam viver no bulício de uma grande cidade. Ironia do destino: partiram para Milão... E é aqui que começa o percurso profissional.


Jonathan e Kevin Sampaio tinham 17 anos quando foram descobertos pela Central Models. Ganharam o Concurso Cabelos Pantene, mas só aos 20 se aventuraram no mundo da moda. Os gémeos aproveitaram umas férias para experimentar a passarela italiana e estrearam-se num desfile Dolce & Gabbana. O objectivo era ficarem duas semanas, acabaram por só regressar três meses e meio depois. Em Portugal, Dino Alves foi o primeiro criador para quem desfilaram. Entretanto, voaram para Paris, onde desde há dois anos passam grande parte do tempo. Na capital francesa, assinaram contrato de exclusividade com a Casa Dior para uma época de desfiles. Versace,
Giorgio Armani
,
Vivienne Westwood
,
John Galiano
,
Jean Paul Gaultier
ou
Yves Saint Laurent
fazem parte do rol de criadores internacionais a quem os gémeos já emprestaram a imagem...


- Para quem iniciou a carreira em 2007, têm tido um percurso bastante agradável...
Jonathan -
Sermos manequins nunca foi um objectivo. Quando traçámos o nosso caminho, não foi neste sentido. Estávamos no primeiro ano de Desporto, acabámos por congelar a matrícula, mas um dia retomaremos os estudos.

Kevin -
Só queríamos fazer um desfile para experimentar...


Jonathan e Kevin
Jonathan e Kevin
Mário Galiano

- Kevin, usou algum truque para chegar até aqui?
-
[risos] Nenhum... Foi uma sucessão de acontecimentos felizes.


- Jonathan, viver no mundo da moda é o mesmo que viver no mundo da lua?
Jonathan -
[risos] É um mundo completamente diferente daquele a que estávamos habituados, para muita gente é como andar na lua durante uns tempos. Eu tenho-o feito com os pés bem assentes na terra.


- Sentiam que tinham potencial para vencer neste mundo?
-
Se não tivéssemos potencial, não estaría­mos na Central, mas não ligámos muito até chegarmos a Milão a primeira vez.


- O que fizeram com o primeiro cachet?
-
Tínhamos 20 anos na altura e desde cedo que os nossos pais nos ensinaram a poupar, por isso, temos juntado dinheiro para alguma eventualidade ou para investirmos daqui a uns anos. Não gastamos dinheiro em extravagâncias.


- Aborrece-vos trabalharem sempre juntos?
Kevin -
Pelo contrário. Se não estivesse com o meu irmão, não faria isto sozinho. Não me identifico com este mundo.

Jonathan -
Começámos juntos, vamos acabar juntos...


- Se tivessem de se descrever um ao outro, o que diriam?
-
O Kevin é mais tímido e reservado do que eu. Eu sou extrovertido e também mais calculista, no sentido de concretizar o que planeio.

Kevin -
O Jonathan é um bom amigo e é muito sincero.


- Embora estejam focados na vossa carreira, julgo que terão tempo para namorar...
Jonathan -
Já tivemos namoradas, agora vamos tendo pessoas especiais... [risos]


- Lidam com muitas mulheres em que a parte física é o que está em primeiro plano. É isso que vos atrai?
-
Cada vez menos, mas o amor não se escolhe, não é? Não estou livre de me apaixonar por uma manequim. A beleza é um dos factores que salta à vista, mas não é tudo.


Jonathan e Kevin
Jonathan e Kevin
Mário Galiano

- São muito assediados?
-
Sempre tivemos fãs. [risos] Primeiro, por sermos gémeos, depois, porque éramos engraçaditos, [risos] mas sentimos que desde que somos modelos que as pessoas olham mais para nós. Por exemplo, o nosso pai tem uma livraria em Felgueiras e agora quando vamos lá notamos que os clientes olham para nós com uma certa curiosidade.


- Isso deve ter aumentado a afluência à loja...
-
[risos] Hei-de perguntar ao meu pai para ver se tenho direito a uma percentagem...


- O Globo de Ouro que ganharam deve ter contribuído para essa notoriedade...
-
Bastante. Para nós, é um orgulho muito grande termos ganho um Globo de Ouro, o nosso primeiro prémio. Com um percurso profissional tão curto, nada melhor do que este troféu.


- Tão curto, mas que certamente prevêem longo. Este ano trabalharam para o segundo Globo de Ouro?
-
Trabalhámos bastante. Foi um ano muito intenso. Se formos nomeados outra vez, óptimo, e se voltarmos a ganhar, melhor ainda, porque assim já teríamos um Globo para cada um...


- E planos para 2010?
Kevin -
Começamos o ano com desfiles em Milão e em Fevereiro vamos para Nova Iorque, um dos principais mercados de moda, onde assinámos contrato com uma óptima agência. É também uma cidade que nos fascina desde crianças. Parece-me um bom prenúncio para o terceiro Globo de Ouro! [risos]


Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras