Nas Bancas

Rio do Prado, Óbidos: Elegante e ecológico

Uma sugestão 'Boa Cama Boa Mesa'.

Fernando Brandão
3 de julho de 2016, 17:00

A paisagem é tranquila, com o sol a refletir nos lagos e a entrar pelas grandes janelas que caracterizam os 18 elegantes quartos. Os sons são os do campo, complemento perfeito do requinte dos aposentos, pensados ao detalhe para conjugarem elegância e sustentabilidade.
Junto aos lagos há um pequeno SPA, com duas piscinas exterio­res, sauna, banho turco e um serviço de massagens que pode ser utilizado nas suítes. Há ainda o único e inovador Float Room, criado para que se atinja um relaxe profundo, através da suspensão do corpo numa solução morna de sal Epsom, que transmite a sensação de ausência de peso.
Depois, há a estufa e o pomar, de produção biológica, de onde chegam os alimentos que vão à mesa no Maria Batata, restaurante cuja ementa se rege pelos ciclos das colheitas e ofertas do mercado.
A sala de pequeno-almoço, onde funciona uma pequena biblioteca e a receção, tornam-se, ao fim do dia, no centro de toda a vida do Rio do Prado. Quando o sol desaparece, acendem-se as fogueiras junto à entrada e recebem-se os hóspedes com um copo de vinho, promovendo a partilha e o convívio informal. Para os dias mais longos e quentes que se avizinham, há um bar exterior onde as conversas correm soltas e o gelo refresca os copos, num invejável bar de gin com mais de 80 referências internacionais.
Na hora de regressar ao conforto das suítes, deixe-se guiar pelo coaxar das rãs que nadam nos lagos e atente aos pormeno­res da decoração. Integrados na simplicidade luxuosa de cada um dos quartos convivem peças de design internacional com pequenas molduras feitas a partir das caixas da fruta apanhada do pomar, que adornam fotografias com detalhes da região.
A permanência no Rio do Pra­do convida a partir à descoberta das íngremes ruas empedradas que circundam o castelo da Vila de Óbidos, a provar os sabores e os licores regionais e a procurar um recanto nas margens da Lagoa de Óbidos, a minutos de distância.
A NÃO ESQUECER:
Como chegar: Pela A8, saia na direção de Óbidos. Na rotunda antes da vila siga as indicações Arelho e Lagoa de Óbidos. O Rio do Prado fica a pouco mais de 5 quilómetros de distância.
Onde comer: Na Adega do Albertino, junto às Caldas da Rainha, encontra sabores tradicionais e o ambiente típico de uma antiga adega.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras