Nas Bancas

Itália: Verona

A capital mundial do amor.

CARAS
14 de maio de 2016, 17:00

Entre os muitos mistérios que rodeiam a vida de William Shakespeare (1564-1616) ficará a dúvida se visitou, ou não, Itália, cenário de 13 das suas 38 peças. Dessas, A Fera Amansada, Os Dois Cavaleiros de Verona e Romeu e Julieta passam-se em Verona. Fosse por se ter perdido de amores ao deambular por aquela pequena e pacata cidade da re­gião do Vêneto, no norte de Itália, fosse por querer dar um toque de exotismo ao ambiente, certo é que o dramaturgo inglês conseguiu colocar Verona no mapa como a capital mundial do amor graças a uma das mais famosas tragédias da literatura mundial: a dos apaixonados e infelizes Romeu Montecchio e Julieta Capuleto, separados em vida pela inimizade das suas respetivas famílias, mas unidos na eternidade pelo sacrifício máximo: o do suicídio.
Quatro séculos depois da morte de Shakespeare, a cidade continua a alimentar aquele mítico amor, sendo a casa que a lenda atribui aos Capuleto passagem obrigatória para milhares de turistas todos os anos.
Espraiando-se nas sinuosas margens do rio Ádige, Verona não se resume, ainda assim, à pitoresca casa de Julieta. Com dois mil anos de história e Património da Humanidade da UNESCO, a cidade aloja no seu coração testemunhos artísticos e arquitetónicos de muitas outras épocas, desde a belíssima arena romana – que é palco, desde 1913, do mais antigo festival lírico do mundo, com um programa que se estende entre junho e agosto –, às ruelas estreitas de casario me­dieval, às várias praças de generosas dimensões onde pontuam palácios renascentistas com fachadas pintadas afresco ou de pedra profusamente esculpida.
Ponto de encontro de locais e turistas, estas praças pululam de vida e convidam a saborear o dolce far niente com um copo de borbulhante vinho prosecco ou um gelado como só os italianos sabem fazer, numa das suas tí­picas esplanadas.
A NÃO ESQUECER:
Como chegar: A TAP e a Alitalia têm voos diretos de Lisboa para Verona.
Onde ficar: A oferta de hotéis é vasta, mas sugerimos o Palazzo Victoria, um requintado cinco estrelas da cadeia Grand Luxury Hotels em pleno centro histórico.
Onde comer: Signorvino, Wine Bar and Shop, Corso Porta Nuova, 2 Verona. Junto à Piazza Bra, onde fica a Arena, tem uma vastíssima carta de vinhos e uma gastronomia tipicamente italiana.
A não perder: A Arena, a Casa de Julieta e a Igreja românica de São Zeno. Perca-se a pé pelas ruas animadas e pelas margens do rio Ádige e sinta a alegria de viver dos italianos.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras