Nas Bancas

Ilha Terceira: Natureza e cultura

Uma sugestão Boa Cama Boa Mesa.

CARAS
6 de setembro de 2015, 17:00

Já que o aeroporto fica na zona oposta à cidade de Angra do Heroísmo, aprecie a beleza da paisagem, salpicada por construções coloridas que obrigam a várias paragens exploratórias. Os Impérios são lugares de culto em honra do Divino Espírito Santo, uma celebração católica, com início na Páscoa, e que une de forma única as gentes dos Açores.
Por momentos, é quase esquecido o facto de Angra ser Cidade Património da Humanidade pela UNESCO, ou melhor, o seu centro histórico, que se apresenta muito bem preservado e que pode ser de­vidamente apreciado a partir do Monte Brasil ou do Alto da Memória. A imponente fortificação de São João Baptista, construída há 400 anos, é exemplar único da arquitetura militar e outra das imagens da cidade.
Angra merece ser descoberta a pé, sempre com o mar como referência e passagens obrigatórias pela Sé Catedral e pela Igreja da Misericórdia, com o seu inesperado azul. Ainda na vertente cultural, uma referência ao Angrajazz (1 a 3 de outubro), considerado um dos melhores festivais de jazz da Europa.
Na vertente turística relacionada com a natureza, os passeios de observação de cetáceos, com partidas da Marina de Angra, continuam a ser dos mais procurados. Cachalotes e baleias sardinheiras são regularmente avistados por estes dias. Mais do que garantida é a presença dos brincalhões golfinhos, de diversas espécies.
Em terra firme, aconselha-se uma visita ao Algar do Carvão, uma chaminé vulcânica com 90 metros de profundidade, criada há 3200 anos, visitável, com túneis, escadarias e iluminação. No final, suba ao Miradouro da Serra do Cume para observar um dos mais famosos postais ilustrados da ilha Terceira, conhecido como Manta de Retalhos, graças aos típicos cerrados, rodeados de muros de pedras e hortênsias, onde o verde predomina. Deste ponto também pode ver a baía de Praia da Vitória.
A NÃO ESQUECER:
Como chegar: A SATA e a TAP voam para a ilha a partir de Lisboa e Porto.
Onde ficar: O Hotel do Caracol, com a zona balnear de Silveira aos pés e a Pousada de Angra do Heroísmo, instalada numa antiga fortaleza, são ótimas opções.
Onde comer: Aproveite a vista e a excelência dos produtos locais no espaço Quinta dos Açores ou os petiscos da Tasca das Tias, no centro de Angra.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras