Nas Bancas

Tailândia: Ilhas Phi Phi

Autêntico postal ilustrado tropical.

Gabriel Mendes
4 de agosto de 2013, 14:00

A apenas duas horas de barco da famosa cidade de Phuket, na Tailândia, as ilhas Phi Phi são um genuíno paraíso tropical. Outrora praticamente desconhecidas, este grupo de ilhas do mar de Andamão tor­nou-se popular depois de ali ter sido gravado, em 2000, o filme A Ilha, com Leonardo DiCaprio. O local mais famoso do arquipélago é precisamente o cenário onde decorre grande parte do filme, a praia de Maya Bay, na ilha deserta de Phi Phi Leh. Um verdadeiro éden na Terra, mas que, sobretudo na época alta (outubro a maio), atrai demasiados turistas e barcos a motor. Não é possível pernoitar nesta ilha, apenas visitá-la de barco durante o dia. O ideal é mesmo escolher as primeiras horas da manhã, altura em que a confusão é menor.
A única ilha habitada é Phi Phi Doh, onde está a única vila do arquipélago (Ton Sai), com dezenas de alojamentos e restaurantes, para além das praias de areia branca e do mar azul de águas quentes, um típico postal ilustrado difícil de resistir. Carros e estradas não existem, tudo é ligado por caminhos pedestres. É nos célebres e fotogénicos barcos long tail que se visitam as principais atrações das ilhas. Para além da Maya Bay, ligada por inúmeros barcos-táxis a partir da vila, existem também pinturas rupestres na gruta Phaya Nak, praias desertas na Bamboo Island, curiosos macacos na Monkey Beach, recifes de coral a pedir uma tarde de snorkeling e, claro, massagens tailandesas para todos os gostos.
Um paraíso que muitos encaram como intangível, sobretudo no que respeita à carteira, mas que pode ser surpreendentemente barato. Basta alguma pesquisa mais atenta e evitar os picos de afluência de turistas. Desta forma poderá experienciar com toda a tranquilidade este verdadeiro cenário de sonho.

A NÃO ESQUECER:
Como chegar: Aterrar nos aeroportos de Phuket ou Krabi, via Banguecoque ou outra capital asiática, e seguir de ‘ferry’. Para além da Thai Airways e da Bangkok Airways, a ‘low-cost’ Air Asia oferece preços competitivos.
Quando visitar: Só existem duas estações: a quente (de janeiro a abril) e a das chuvas (de maio a dezembro). Na primeira os preços disparam, e a segunda oferece bons dias de praia.
Onde dormir: Há diversos ‘resorts’. Os albergues mais baratos ficam no topo da colina da vila.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras