Nas Bancas

Ilha das Flores: A terra das cascatas

Uma sugestão ‘escape.pt’.

Natacha Nunes Costa
9 de junho de 2013, 14:00

Com pouco mais de 4 mil habitantes, a Ilha das Flores é um esconderijo perdido no oceano Atlântico. Forma com a vizinha Ilha do Corvo o grupo mais ocidental do arquipélago dos Açores e também o mais isolado. Talvez por essa razão, a beleza natural desta ilha, reserva da Biosfera da UNESCO, permaneça ainda intocável. Tem uma área de apenas 141,7km² mas possui sete lagoas e dezenas de cascatas que transbordam água límpida das chuvas que invadem assiduamente a ilha. Estas, se por vezes podem ser incómodas, são também as responsáveis pelo verde brilhante presente em toda a ilha e permitem ainda aos habitantes pagarem a fatura da água apenas semestralmente e com valores muito abaixo da média nacional. Além dos vários caminhos pedestres que terminam sempre em paisagens inesquecíveis, quem visita as Flo­res não pode deixar de fazer uma viagem de barco até à pequena Ilha do Corvo. Durante o passeio, aproveite para entrar nas grutas, anteriores esconderijos de piratas, para provar lapas cruas (um dos pratos típicos da ilha) e, quem sabe, para fotografar simpáticos golfinhos.

A NÃO ESQUECER:
Como chegar: De avião, na SATA Air Açores ou na TAP.
Onde dormir: Hotel Flores (Inatel) ou Aldeia da Cuada (Turismo Rural).
Onde comer: Restaurante Pôr do Sol, onde poderá saborear a comida regional, ou o Hotel Café, que funciona também como discoteca.
A não perder: Viagem de barco à vizinha Ilha do Corvo.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras