Nas Bancas

Portugal: Aldeias do Xisto

Património único.

Redação CARAS
26 de fevereiro de 2012, 13:00

Parte-se em busca das Aldeias do Xisto do concelho da Lousã com vontade de escutar as histórias nunca ouvidas sobre a cultura, o património, a natureza, a gastronomia e as muitas tradições que aqui se mantiveram vivas, a par da calorosa hospitalidade que se advinha pelo intenso cheiro a lareira. Encostada à estrada que liga a Lousã a Castanheira de Pêra, a aldeia de Candal, com um miradouro que oferece uma vista fantástica sobre o vale e a ribeira, é um bom ponto de partida nesta rota. A paisagem urbana é revestida a xisto como as demais, mas aqui o conjunto arquitetónico surge [quase] único, devido aos contornos pouco uniformes e às construções justapostas ou mesmo sobrepostas.
O passeio prossegue em direção às aldeias de Talasnal, Casal Novo e Chiqueiro, bem guardadas pela densa vegetação da Serra da Lousã, que, por sua vez, esconde muitos segredos da mãe natureza: veados, javalis e muitas outras espécies, algumas raras e protegidas.
Guarda-se para o fim a aldeia de Cerdeira, que convida a uma caminhada, a começar pela pequena ponte de madeira que nos desafia a entrar num mundo que é mágico. O chão de ardósia ajuda a guiar os passos por um caminho que termina onde uma fonte brota a mais pura das águas serranas.

A NÃO ESQUECER:
Como ir: Na A1, sair em Coimbra e seguir pela N17. Sair na N342 no sentido da Lousã. É a partir da Lousã que deve rumar em direção às várias aldeias.
Onde ficar: A oferta de alojamento é vasta, com destaque para o Hotel Meliá Palácio da Lousã – Boutique Hotel. Diversas unidades de alojamento rural, como a Casa da Urze, no Talasnal, proporcionam interação com a população e as tradições locais.
Onde comer: Na N.ª Sr.ª da Piedade, na Lousã, encontra o restaurante O Burgo, uma antiga azenha onde o xisto e os bons sabores tradicionais garantem uma refeição inesquecível. No Talasnal, aconselha-se a Ti Lena, para um bom cabrito assado ou uma chanfana.
A não perder: A Loja Aldeias do Xisto do Candal, onde pode comprar produtos tradicionais como os licores, os enchidos, e o famoso mel da Serra da Lousã, de características únicas. Aqui pode também agendar passeios com história, ouvir os contos da aldeia ou aprender a fazer pão, queijo e doces à moda antiga.
Uma sugestão: escape.pt

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras