Nas Bancas

Japão: Shirakawa-Go

Património e natureza em comunhão.

Marco C. Pereira
25 de dezembro de 2011, 17:12

Foi a inacessibilidade desta zona remota que atraiu os seus primeiros colonos, membros deslocados do clã Taira (que em 1185 fora praticamente aniquilado pelo clã rival Minamoto) que apostaram tudo para evitar novos confrontos, mas tiveram que se defender do clima austero de Shirakawa-Go, na província de Hida. Declarada Património Mundial pela Unesco em 1995, esta região continua a registar uma das maiores quedas anuais de neve do mundo e, entre dezembro e abril, fica regularmente isolada do exterior do vale devido à intensidade e duração das tempestades.
O clima impiedoso e a acumu­lação de neve – que provocou provavelmente o desabamento de várias das primeiras casas erguidas – forçaram o estilo arquitetónico gassho-zukuri (mãos em oração). Aperfeiçoada com o passar dos séculos, esta construção suporta, sobre estruturas fortes feitas de troncos de cedros, enormes telhados em V invertido e três ou quatro andares desenhados para alojar famílias extensas (às vezes de quase 30 pessoas). Algumas dessas casas são hoje museus, nos quais se pode ver como viviam os agricultores que as ocuparam noutros tempos. Além da zona habitacional, era reservado espaço para diversos tipos de armazenamentos e indústrias: sericultura no topo e produção de nitrato (essencial para o fabrico da pólvora) abaixo do primeiro piso.
Um aparte para referir que a pólvora, que alterou um equilíbrio de poder secular e se tornou vital para a sobrevivência dos shoguns (senhores feudais), começou a ser produzida em grandes quantidades nesta região, depois de os portugueses introduzirem as armas de fogo, no séc. XVI.

A NÃO ESQUECER:
Como ir: A Star Alliance (www.staralliance.com) voa de Lisboa para Tóquio ou Nagoya com a TAP (www.flytap.com) e a Lufthansa, via Frankfurt (www.lufthansa.pt), desde €800.
Onde ficar: Tanabe Ryokan, onde um quarto individual com duas refeições incluídas fica a partir de €122 (www.japaneseguesthouses.com/db/takayama/tanabe.htm).
Documentos: Passaporte válido para mais seis meses.
Moeda: Iene €1 = 134.25 JPY.
Diferença horária: GMT +9.
Corrente elétrica: 100V 50/60 Hz.
Língua: Japonês.
Clima: As melhores alturas para visitar o Japão, e a região de Hida, em particular, são a primavera e o outono, quando as temperaturas são mais amenas. O início do verão (maio e junho) traz fortes chuvas de monção.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras