Nas Bancas

E.U.A. - Death Valley

E.U.A. - Death Valley

Fernando Peres Rodrigues

E.U.A.- Death Valley: Paisagem quase lunar

"É habitual ouvirmos o chão estalar sob os nossos pés, o que, segundo os rangers do parque, "resulta do ar seco a sugar a última gota de humidade."

Andreia Guerreiro
19 de setembro de 2010, 15:29


FOTOS:
Fernando Peres Rodrigues


Um dos locais mais secos e inóspitos da Terra; um dos locais mais quentes do mundo, mas com características geológicas tais que atrai cientistas de todo a parte do Globo. A paisagem quase lunar do parque nacional de Death Valley, onde plantas e animais se adaptaram à adversidade do local, é encantatória.


É habitual ouvirmos o chão estalar sob os nossos pés, o que, segundo os rangers do parque, "resulta do ar seco a sugar a última gota de humidade". As manifestações geológicas, provocadas por erosões sucessivas, são simultaneamente cénicas e bizarras, e mais notórias no Zabriskie Point, local ideal para assistir ao nascer do Sol.


Há ainda outros pontos que devem ser vistos, como o Dante View - que permite uma visão de 360º - e Badwater, em que a água das raras chuvas rapidamente se evapora, deixando um tapete de cristais.


Se tiver um veículo com tração às quatro rodas, não deixe de visitar o Titus Canyon, pois, percorrendo uma estrada sinuosa de grande beleza, chega a um
canyon
com paredes de altura imponente.


Ao final do dia, quando os coiotes começam a uivar e está mais fresco, vá em direcção às dunas de areia dourada, onde a alternância de zonas de sombra e luz nos devolve imagens improváveis.


Uma última recomendação e a mais importante: tenha sempre água consigo. E em quantidade!


A não esquecer:

Como ir:
A cidade de acesso ao Death Valley é Las Vegas. Voos a partir de €700 com a Continental Airlines.

Quando ir:
Nem pense sequer em ir entre maio e setembro, por causa do calor. Os meses de inverno são os melhores.

Onde ficar e comer:
Para dormir e para as refeições, as opções limitam-se às existentes dentro do parque. As reservas devem ser feitas com meses de antecedência:
,
e
.
Não perder:
A ida à Racetrack para observar as rochas que se movem.


*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras