Nas Bancas

Colômbia - Parque Nacional Tayrona

Colômbia - Parque Nacional Tayrona

Marco Cerdeira Pereira

Colômbia - Parque Nacional Tayrona: Colômbia mística

Um trajeto de jipe revela o litoral idílico do PN Tayrona. Primeiro Canaveral e, depois de quarenta minutos através de floresta tropical densa, o areal dourado de Los Arrecifes e, uma a seguir à outra, as melhores praias da Colômbia.

Andreia Guerreiro
22 de agosto de 2010, 18:40



FOTOS:
Marco C. Pereira

Santa Marta é a porta de entrada para o enigmático reduto da Sierra Nevada, a serra costeira mais elevada à face da Terra que sobe bruscamente do nível do mar aos cerca de 5700 metros dos picos nevados Cristóbal Cólon e Simón Bolívar (está ainda por determinar quais dos dois o mais alto). Ali se situa o mundo sagrado das tribos descendentes da civilização milenar Tayrona: os Kogi, Wiwa, Arhuaco e Kancuamo.


Apesar da forte resistência, no fim do século XVI, a civilização Tayrona - que até então prosperava e tinha um crescimento demográfico significativo - foi vencida e 'empurrada' pelos invasores serra acima, quase até às zonas nevadas. Aí se refugiou e protegeu, até hoje, o seu saber 'cósmico', assente num equilíbrio entre o potencial da mente e do espírito com as forças naturais.


Mais recentemente, os descendentes das etnias Tayrona continuaram a missão de proteção espiritual do mundo evitando produtores de cocaína, guerrilhas, paramilitares e o exército colombiano que até há bem pouco ocupavam e trespassavam as suas terras e jogavam ao gato e ao rato na Sierra Nevada envolvendo-os contra a sua vontade.


Um trajeto de jipe revela o litoral idílico do PN Tayrona. Primeiro Canaveral e, depois de quarenta minutos através de floresta tropical densa, o areal dourado de Los Arrecifes e, uma a seguir à outra, as melhores praias da Colômbia: a baía La Arenilla, a La Piscina e, logo, as do Cabo San Juan de la Guia. Os cenários são tão luxuriantes e selvagens quanto se possa imaginar, com a vegetação tropical quase a tocar o mar azulão ou esmeralda e a estender-se Sierra Nevada acima.


A NÃO ESQUECER

Como ir:
A forma mais prática de chegar ao PN Tayrona é com escala em Madrid e Bogotá. Voe para Madrid com a TAP (
tel.: 707 205 700); de Madrid para Bogotá com a Ibéria (
tel.: 707 200 000) ou a Avianca (
) e para Santa Marta com a Avianca. A combinação de voos tem um custo mínimo de 780 + taxas €.


Onde ficar:
Ecohabs. Um grupo de cabanas de madeira construídas ao estilo Tayrona, instaladas numa encosta luxuriante da Serra Nevada de Santa Marta, junto ao mar das Caraíbas. Cabanas de 3, 4 ou 6 camas a partir de 150 €.


Documentos:
passaporte válido para mais seis meses.


Moeda:
Peso Colombiano 1€ = 3095 COP.


Diferença Horária:
GMT - 5.


Corrente elétrica:
250 V 50 Hz.


Língua:
castelhano.


Clima:
A época seca - fins de novembro a fins de abril - é a ideal para visitar o PN Tayrona.





Siga a CARAS no
e no
!


*Este texto foi escrito nos termos do novo acordo ortográfico.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras