Nas Bancas

Vista geral do templo a partir dos jardins do Manohara Hotel

Vista geral do templo a partir dos jardins do Manohara Hotel

Fernando Peres Rodrigues

Indonésia - Templo de Borobudur: O centro do Budismo

"A visita a Borobudur revela-se algo cansativa, mas é única."

Andreia Guerreiro
31 de julho de 2009, 15:40

Na parte central da ilha de Java encontra-se um dos maiores e mais desconcertantes monumentos budistas do mundo: o Templo de Borobudur. Património Mundial da Humanidade, foi provavelmente construído entre 750 e 850d.C. Trata-se de um imenso quadrilátero piramidal com a dimensão pouco usual de cerca de 120 por 120m, com cinco níveis, varandas circulares e uma arquitectura invulgar em forma de Mandala, a representação simbólica do mundo para os budistas.

Buda ao amanhecer
Buda ao amanhecer
Fernando Peres Rodrigues
Este é o centro do Budismo na Indonésia e todos os anos na primeira Lua Cheia de Maio realiza-se a cerimónia de Waisak (aniversário do nascimento e morte de Buda). Centenas de monges caminham desde o Mosteiro de Mendut até ao grande templo com oferendas de flores e velas para o Buda sentado no topo do santuário.


Murais com relatos da vida de Buda
Murais com relatos da vida de Buda
Fernando Peres Rodrigues
Mas durante todo o ano este templo é sinónimo de grande afluência de indonésios, a grande maioria jovens que vêm praticar inglês através do contacto directo com os turistas, trazendo consigo testes que devemos certificar, assinando, e pedindo-nos entusiasticamente para tirar fotografias connosco. A visita a Borobudur revela-se algo cansativa, mas é única.


Nas imediações há várias possibilidades de alojamento, mas o ideal é o Manohara Hotel que, por se situar nos terrenos do templo, permite a entrada antes da 6h da manhã, quando podemos ter alguma tranquilidade para nos perdermos nos mais de 1400 baixo-relevos e nos 504 budas que o decoram.


Escadaria de acesso ao templo
Escadaria de acesso ao templo
Fernando Peres Rodrigues
A não esquecer

Como ir:
A viagem Lisboa/ Yogyakarta custa cerca de €1580, mas Borobudur fica apenas a 42km e o autocarro custa menos de 1 euro. A outra opção é voar de Lisboa para Bali por €1120, visitar a ilha, passar de barco para Java e fazer de carro o trajecto até Yogyakarta. Como é pouco provável que vá à Indonésia apenas para conhecer o Templo de Borobudur, esta segunda possibilidade é mais sensata. O visto para a Indonésia fica por €65. Contacte a embaixada para mais informações.


Quando ir:
De Maio a Outubro, a estação seca.


Onde dormir e comer:
O Manohara Hotel, adjacente ao templo, permite-lhe entrar antes da abertura dos portões externos. Quartos duplos a €38. Se está interessado no melhor hotel do país, opte pelo Amanjiwo (preços dos €700 aos €2600). Pode fazer como a maioria dos turistas: beba um aperitivo no bar e peça uma visita guiada.


Quarto do Hotel Amanjiwo
Quarto do Hotel Amanjiwo
Fernando Peres Rodrigues
Outras informações:
O euro vale 15.500 rupias. Além da Bahasa indonésia, a língua oficial, é natural encontrar quem fale um pouco de Inglês. Faça a prevenção contra amalária com a mefloquina.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras