Nas Bancas

Praça principal de Sapa, Vietname

Praça principal de Sapa, Vietname

Maria da Assunção Avillez

Vietname - Sapa: Natureza exuberante

"O colorido mercado local desde logo nos atrai, observamos mulheres e crianças de diferentes etnias (existem 52 no Vietname), coloridas nos seus trajes tradicionais"

Andreia Guerreiro
13 de maio de 2009, 22:55

Na minha segunda viagem ao Vietname levei comigo a minha filha, Matilde, pois entendi que era hora de ela descobrir outros povos, outras culturas e ficar a conhecer um país do continente asiático.

Depois de visitarmos a capital, Hanói, seguimos num comboio até aos confins a norte do país. Entre muitos outros imprevistos, chegamos à cidade de Lao Caï, a mais importante da região. À saída da estação espera-nos o guia, que nos leva por paisagens extraordinárias, montanhosas e verdes, até Sapa, a 1650m de altitude e a apenas 60km da fronteira com a China.

Não vejo muitos turistas, coisa rara nos tempos que correm, e pressinto desde logo a tranquilidade do sítio onde me encontro. O primeiro dia é dedicado a um treking para conhecer a região. O passeio é feito através dos trilhos pedonais usados pelos habitantes locais, por entre vales e exuberantes socalcos semeados de arroz. Por vezes desviamo-nos para olhar de mais perto pequenas aldeias de casas de bambu, que se integram em perfeita harmonia na paisagem.

No segundo dia, ao raiar da aurora, partimos a pé para visitar a povoação de Sapa, que fica por perto. O colorido mercado local desde logo nos atrai, observamos mulheres e crianças de diferentes etnias (existem 52 no Vietname), coloridas nos seus trajes tradicionais. As bancas apresentam-se cobertas por mantas onde se vende de tudo um pouco, mas foi com o belíssimo artesanato - desde saias garridas a chapéus de feitios lindíssimos, sacolas e bonita bijutaria - que me perdi. Seguimos depois para a modesta aldeia de Cat Cat, por uma paisagem intacta onde nos sentimos realmente longe do nosso "mundo".

No dia seguinte fomos ao encontro de uma floresta, um verdadeiro jardim botânico no topo de uma montanha, com orquídeas e outras flores jamais vistas, bonsais ancestrais e árvores soberbas.

Foram dias fantásticos, uma viagem que ambas jamais esqueceremos.

A não esquecer

Como ir: Across - Luxury Travel & Safaris (www.across.pt ).
Capital: Hanói.
Documentos: Passaporte e visto obrigatório + 2 fotos. Consulte o seu agente de viagens.
Idioma: Vietnamita e inglês.
Moeda: O dông é a moeda nacional. Leve dólares e euros e não esqueça o cartão de crédito.
Diferença horária: + 6 horas TMG.
Corrente eléctrica: 220W.
Clima: O clima no Vietname varia consoante a região. Todas as épocas são boas, mas a melhor é entre Novembro e Fevereiro, pois embora seja sempre quente e húmido, nesta altura o clima é mais fresco e seco.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras