Nas Bancas

Vulcão Bromo, na Indonésia

Vulcão Bromo, na Indonésia

Fernando Peres Rodrigues

Indonésia - Vulcão Bromo: Paisagem de beleza lunar

"O Bromo está constantemente a expelir grandes baforadas de enxofre que dão um aspecto surreal ao local"

Andreia Guerreiro
13 de maio de 2009, 23:18

O vulcão Bromo, um dos mais activos da Indonésia, constitui sem dúvida uma das imagens mais marcantes de todo o arquipélago. O momento mágico do nascer do sol transforma as suas fotografias em postais ilustrados perfeitos. Situado na parte leste da ilha de Java, a melhor forma de o visitar é alojar-se nas aldeias de Cemoro Lawang ou de Ngadisari, para ainda antes do nascer do dia poder estar face a este extraordinário vulcão.

No miradouro de Penanjakan, a mais de 2000 metros de altitude, o nascer do sol revela-nos a pouco e pouco um dos mais perfeitos conjuntos de formações vulcânicas - a Caldeira Tengger. Num enquadramento perfeito, mergulhados num mar de areia cinzenta, sucedem-se três cones vulcânicos próximos: em primeiro plano, o perfeito cone verde-escuro do Monte Batok (2440m); imediatamente atrás, em parte escondido, o Bromo (2329m), em tons de cinzento e sempre a expelir densas nuvens de vapores de enxofre; e, por fim, o Kursi (2581m). O monte Semeru, ao fundo, do alto dos seus imponentes 3676m, o ponto mais elevado da ilha de Java, reina à distância sobre esta magnífica paisagem, assinalando a sua presença com periódicas bolhas de fumo denso e acastanhado que se projectam acima da boca da sua cratera.

Por volta das 5h30, a luz do sol, prestes a despertar, vai revelando a estranha beleza do local, pintando de diferentes cores os cones, primeiro de azul acinzentado para depois passar a tons mais quentes à medida que a luz inunda de cima para baixo os diferentes vulcões. Depois, temos a visita ao próprio Bromo. Conduzidos por pequenos cavalos, chegamos ao acesso de uma imensa escadaria que sobe à aresta da cratera do vulcão.

O Bromo está constantemente a expelir grandes baforadas de enxofre que dão um aspecto surreal ao local. A circunvalação da cratera é uma experiência inesquecível, mas por vezes torna-se necessário proteger a boca e o nariz dos fumos tóxicos. Além disso, a temperatura aumenta rapidamente e temos de ter água sempre disponível.

A não esquecer

Como ir: Pode voar de Lisboa para Bali por cerca de €1120. De Bali há 'ferries' para Java de 45 em 45 minutos.
Quando ir: A época seca, de Maio a Setembro, é a recomendada.
Onde ficar: O Lava View Lodge é o local ideal, os bangalós custam €30.
Outras informações: A língua oficial é a Bahasa indonésia. Cada euro vale cerca de 15.500 rupias. Em termos de saúde, tem de fazer prevenção contra a malária. Leia os guias da Rough Guides ou da Lonely Planet.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras