Nas Bancas

Ao volante do novo Suzuki Vitara

Conduzimos o novo modelo na região de Segovia, perto de Madrid. O comportamento fora de estrada revelou-se um dos seus pontos fortes.

20 de março de 2015, 18:10
Quem não se lembra do Suzuki Vitara, tão popular no final da década de 80? Com um design sofisticado e um comportamento fora de estrada surpreendente, o ‘velho’ Vitara revolucionou o meio automóvel da época e deu início ao segmento dos SUV’s urbanos, hoje tão em moda. Seguiu-se o Grand Vitara, lançado em 1998 e redesenhado em 2005, mas o sucesso esteve longe de ser o mesmo.
Agora, mais de 25 anos depois, a Suzuki espera regressar aos tempos áureos com o lançamento no novo Vitara, que tivemos oportunidade de testar na bonita região de Segovia, nas proximidades de Madrid.
A primeira impressão foi bem positiva, até porque este novo Vitara está esteticamente muito bem conseguido. Apresenta um design atual e aparenta ser um carro robusto, capaz de proporcionar excelentes momentos fora de estrada. Aliás, confirmamos isso mesmo durante um pequeno percurso ‘off road’ que nos foi proporcionado depois de cerca de 100 km de estrada, parte dela em montanha.
O Vitara está disponível com uma motorização a gasolina e uma a diesel, ambas 1.6 com 120 cv de potência. Optámos pela versão diesel com tração integral (4WD) e devo dizer que conseguimos um consumo bastante simpático, na ordem dos 5,0 l/100 Km. Mesmo em troços mais sinuosos, a condução é muito agradável, o carro agarra-se muito bem à estrada, mesmo nas curvas mais apertadas. O motor responde bem e a caixa manual de seis velocidades é bastante competente.
Mas é fora de estrada que o novo Vitara mais nos surpreende, grande parte devido ao sistema de tração 4WD ALLGRIP, que apresenta quatro modos de condução que otimizam o rendimento do veículo consoante as condições do terreno (Auto, Sport, Snow e Lock). De destacar ainda o sistema de controlo de descida de pendentes (HDC), disponível nas versões 4WD. Experimentámos este sistema numa descida bem acentuada e conseguimos fazê-la de forma tranquila e em segurança com o carro em ponto morto. O sistema de assistência em subida está disponível em todas as versões. Com uma altura ao solo de 185 mm, o Vitara apresenta um ângulo de ataque e de saída bastante aceitável.
O novo Vitara é um carro espaçoso e apresenta uma grande amplitude  nos lugares traseiros. A bagageira é também uma das maiores do segmento. Com um nível de equipamento bastante completo, destaca-se o ecrã tátil de sete polegadas com ligação a smartphones e câmara de visão traseira (de série nas versões GLE). O sistema de navegação vem de série nas versões GLX. A qualidade dos materiais não compromete e os bancos, revestidos a pele e veludo, são confortáveis e apresentam um bom apoio lateral, algo importante nas aventuras fora de estrada. Nas versões GLX os bancos dianteiros são aquecidos. Também ao nível de interiores são muitas as opções de personalização.
O novo Vitara está disponível em três níveis de equipamento (GL, GLE e GLX) e apresenta inúmeras opções de personalização. Quanto a preços, para o motor a gasolina, começam nos 19.670 euros (GL 2WD) e vão até aos 25.085 euros (GLX 4WD). A versão diesel, começa nos 22.637 euros (GL 2WD) e termina nos 28.274 euros (GLX 4WD).

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras