Nas Bancas

Anette Winkler: "Gosto muito dos portugueses, têm sempre o coração aberto"

A CEO da Smart conversou com a CARAS durante a realização da Smart Times, em Cascais, onde apresentou os novos modelos da marca.

André Barata
22 de julho de 2014, 22:54

Aproveitando a realização da Smart Times 2014, em Cascais, a CARAS conversou com Annette Winkler, CEO da Smart, sobre a importância deste evento. “A Smart Times serve para agradecer a todos os membros dos Clubes Smart espalhados por todo o mundo, a todos os que contribuem para o crescimento da marca”, afirmou, fazdndo também questão de agradecer a Carlos Carreiras, presidente da Câmara de Cascais, pela disponibilidade que demonstrou desde o primeiro momento que se soube que era em Cascais que se iria realizar o Smart Times 2014.
O evento serviu também para apresentar os novos Smart ForTwo e ForFour, modelos que deixam Anette bastante orgulhosa: “Tivemos um Smart ForFour há 7 anos, que não teve o sucesso que queríamos, mas com este modelo, acredito que vai ser diferente. Com o ForFour estamos a competir com um mercado diferente do ForTwo, daí termos um preço competitivo, a partir dos 10.900 euros.”
A CEO da Smart falou ainda sobre como é trabalhar numa indústria predominantemente controlada por homens. "Adoro trabalhar nesta indústria e em específico na Smart. O Smart é muito mais do que um carro. Não sei se é mais difícil para um homem trabalhar na indústria automóvel ou para uma mulher, é verdade que dá muito trabalho, mas é algo de que gosto muito”, confessou.

Aos portugueses e ao nosso país, Annette Winkler teceu inúmeros elogios: "Gosto muito dos portugueses, têm sempre o coração aberto, combinado com uma grande disciplina. Talvez seja por isso que a Smart é tão bem sucedida em Portugal. O Smart é funcionalidade e emoção e é isso que eu vejo em Portugal e nos portugueses. Vi em Cascais pessoas a limpar as ruas com um sorriso na cara, sentem-se embaixadores da vila e é algo que adoro. Os portugueses são muito trabalhadores, comprometem-se com algo e vão até ao fim. Obviamente que adoro o país, a comida ,e é claro, o vinho tinto”, finalizou.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras