Nas Bancas

Motores: Ao volante do novo Mercedes Classe C

Um automóvel praticamente perfeito com linhas modernas e elegantes e um conforto irrepreensível.

Pedro Amante
8 de julho de 2014, 00:28

O trabalho dos responsáveis pelo design da Mercedes-Benz tem sido notável. A evolução dos vários modelos da marca é surpreendente e o novo Classe C não é excepção, até porque estamos a falar de um dos modelos mais bem sucedidos do seu segmento. Um pouco maior do que a versão anterior, o novo Classe C ganha em varsatilidade e tanto agrada a quem procura um carro mais desportivo como a quem prefere um carro mais clássico e elegante. Longe vão os tempos em que a marca alemã era vista como conservadora e até um pouco antiquada.

Seguindo aquela que é a atual linha de design da marca, o novo Classe C apresenta uma bonita silhueta com uma frente imponente, onde se destacam os inconfundíveis faróis LED, assim como a grelha com o logotipo de maiores dimensões. Na traseira, nota-se um porte mais atlético e consensual. Há quatro modelos de jantes disponíveis, dependendo da linha de design que se escolhe, sendo que a unidade que ensaiámos vinha equipada com a linha de design Avantgarde. Estão ainda disponíveis a linha Exclusive, mais clássica, e a linha AMG, de cariz mais desportivo.
No interior as diferenças também são notórias. Salta à vista o novo painel de instrumentos, novos materiais e combinações de cores. Uma das novidades é o ecrã touch pad, no qual podemos aceder às várias funções do veículo. A unidade ensaiada apresentava bancos de couro e tecido e uma combinação de materiais entre o mate e o brilhante, em preto e alumínio. Uma conjugação muito agradável à vista e ao toque. O espaço interior é bastante bom e o conforto a bordo é uma referência no segmento. São vários os compartimentos para arrumação de objetos e temos à nossa disposição inúmeros sistemas de segurança e ajuda à condução, entre eles, o Attention Assist, sistema de alerta do cansaço do condutor, o Adaptative Brake, que nos presta um auxílio importante nas subidas, ou o sistema de alerta de colisão. A unidade que ensaiámos vinha também equipada com o sistema de estacionamento ativo, um extra disponível por mais 731 euros. O sistema de navegação é bastante completo e funciona na perfeição.
Na hora de arrancar e nos fazermos à estrada nota-se de imediato que estamos ao volante de um excelente automóvel, de condução suave e precisa e que nos transmite muita confiança, curva após curva. O motor Diesel 220 BlueTEC, com 170 cv, e função ECO Start/Stop é preciso e muito eficiente. A caixa manual de seis velocidades também prima pela qualidade. Acelera dos 0 aos 100 Km/h em 7,7 segundos e apresenta consumos na ordem dos 4,5 l/100 Km. Logicamente que estes consumos dependem muito da intensidade com que pisamos o acelerador.
O Mercedes C220 BlueTEC está disponível a partir 45.500 euros, sendo que a unidade que ensaiámos apresenta um preço de 51.148 euros. A opção mais barata é o C180 de 156 cv e caixa de velocidades manual, disponível desde os 39.100 euros.
Em jeito de conclusão, resta-nos dizer que este novo Classe C tem tudo para continuar história de sucesso do modelo. É um excelente automóvel a todos os níveis e é um prazer conduzi-lo e usufruir de um conforto a bordo normalmente disponível em carros de segmento superior. Fica a curiosidade de experimentar a versão carrinha, disponívem muito em breve.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras