Nas Bancas

Motores: Ao volante da Seat Leon ST

A nova carrinha assinala a entrada da marca espanhola no importante segmento das carrinhas compactas

Luís Cáceres Monteiro
7 de janeiro de 2014, 22:59

A nova carrinha Seat Leon ST assinala a entrada da marca espanhola no importante segmento das carrinhas compactas. Já tinha conduzido a berlina Leon de 5 portas que demostrou ser uma boa alternativa ao VW Golf - o modelo que conquistou o troféu de Carro do Ano em Portugal em 2013.
Viajei até Barcelona para conduzir a nova carrinha durante alguns quilómetros. É importante referir que o Grupo VW baseou-se na mesma plataforma de produção modular transversal (MQB) para desenvolver três carrinhas: Leon ST, Rapid Spaceback e VW Golf Variant. A base é semelhante mas as diferenças estéticas, acabamentos, revestimentos, equipamento de conforto, posição de condução e o comportamento dinâmico são distintos. Não devemos julgar as pessoas pela aparência. Como sabemos, as cadeias estão cheias de aldrabões que usavam fato e gravata no dia-a-dia. A nova plataforma permite reduzir o peso total - mais 45 kg que a berlina de cinco portas - e oferecer uma bagageira com uma capacidade de 587 que pode aumentar até aos 1.470 litros com os bancos traseiros rebatidos. 
A pensar na família
A nova Leon ST é sem dúvida uma boa opção para quem procura uma carrinha elegante, com linhas desportivas, relativamente confortável, a um preço acessível. A direção com assistência progressiva eletromecânica sensível à velocidade revelou-se precisa e muito direta nas situações de condução mais desportiva. A qualidade e o espaço interior jogam a favor da Seat Leon ST.
A nova carrinha está equipada de série, ou de forma opcional, com uma multiplicidade de sistemas de assistência e de conforto. A suspensão dianteira recorre a um eixo Macpherson, enquanto a traseira, dependendo das versões, utiliza barras de torção nas versões menos potentes e eixo de braços múltiplos nas unidades mais potentes. Destaque para o controlo de velocidade ativo ACC, que utiliza sinais de radar para manter a velocidade desejada e uma distância de segurança pré-determinada. Um cruise-control útil e muito funcional quando viajamos em autoestrada e não só. O sistema Front Assist inclui a função de travagem de emergência até à velocidade de 30 km/h. As versões FR estão munidas do sistema AT Drive Profile que proporciona ao condutor gerir a potência do motor e a rapidez de funcionamento da caixa automática sequência DSG: Eco, Confort e Sport. O Leon ST FR conta com o sistema de Controlo de Chassis Adaptativo DCC. A lista de opcionais é extensa, inclui as tecnologias de conforto e ajuda ao condutor mais atuais como, por exemplo, faróis de LEDs integrais.
Motores e preços
A gama de motores é muito completa. O Leon ST disponibiliza opções adequadas a todos os tipos de clientes, com maior ou menor poder de compra.
No caso dos motores a gasolina, a versão 1.2 TSI (86 CV) com o nível de equipamento Reference marca o acesso à gama - de 22.608 euros. Se o cliente optar pelo motor 1.4 TSI (122 CV) Style o preço sobe para os 25.313 euros.
No topo dos motores mais potentes a gasolina está a versão 1.8 TSI FR (180 CV) que custa 30.263 euros.
A gama TDI, nesta primeira fase, inicia-se na versão 1.6 TDI (90 CV) com o nível de equipamento Reference que vale 25.773 euros. No caso do propulsor 1.6 TDi (105 CV) Style o valor a pagar sobe para os 27.503 euros. A carrinha Leon ST diesel mais potente é a 2.0 TDI FR (184 CV) que custa 35.443 euros.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras