Nas Bancas

Motores: Ao volante do Chevrolet Trax

Extremamente ágil e bem equipado de série, destacamos o sistema MyLink, o competente motor 1.7 turbodiesel de 130 cv e preços bastante convidativos. Sem dúvida, uma agradável surpresa.

27 de novembro de 2013, 01:36

Depois de alguns quilómetros ao volante do Chevrolet Trax não temos dúvidas de que este novo SUV compacto reúne todos os condimentos para ser uma opção de sucesso num segmento onde a concorrência é cada vez maior. A tradição da Chevrolet neste tipo de automóveis já vem de longe, mais concretamente desde 1935, com o lançamento do modelo Suburban, que viria a deter o recorde mundial para o automóvel há mais tempo em produção com o mesmo nome. Agora, 78 anos depois, a Chevrolet lança aquele que é o seu primeiro SUV compacto. E, se na altura, o Suburban deu nas vistas devido a várias inovações, entre elas, a adoção de travões hidráulicos ou a suspensão dianteira independente, hoje, o Trax também impressiona devido ao vasto leque de equipamento que nos oferece, com especial destaque para o sistema MyLink, uma tecnologia de última geração que agrega os conteúdos de qualquer smartphone num ecrã de alta resolução com sete polegadas, a cores e sensível ao toque.

Desde as playlists de música, galerias de imagens, agendas ou quaisquer outros ficheiros armazenados no equipamento, tudo está facilmente acessível. Este sistema permite armazenar, de uma só vez, a informação emparelhada de até cinco smartphones, seja através de Bluetooth ou de ligação USB. Em matéria de navegação, destacamos o sistema BringGo, que apresenta mapas em 3D, orientação da faixa de rodagem e atualizações de trânsito. Ao adquirirmos esta aplicação para incorporar no nosso smartphone e utilizarmos no sistema MyLink podemos também localizar informações de emegência e fazer buscas locais através do Google.
Com 4,2 m de comprimento, 1,7 m de largura e 1,6 m de altura, o Trax tem uma aparência musculada, mas revela-se um carro bastante ágil e divertido de conduzir. O design está em linha com aquilo a que a Chevrolet nos tem habituado com as suas criações mais recentes, tais como, a grelha de duas secções, guarda-lamas pronunciados e o tejadilho em linha descendente para a traseira.

No interior, predomina um design moderno, num habitáculo surpreendentemente espaçoso e muito confortável. A pensar num estilo de vida urbano e versátil, o Trax vem dotado de inúmeros espaços de arrumação, que incluem gavetas debaixo dos bancos dianteiros e dois porta-luvas. Falando de bagagem propriamente dita, a bagageira apresenta uma capacidade que pode ir até aos 1370 litros, com os bancos traseiros rebatidos. Nas versões mais equipadas, dispomos também do rebatimento do banco do 'pendura', ideal para o transporte de objetos até 2,3 m de comprimentos, como por exemplo, uma prancha de surf. Caso não seja suficiente, o Trax vem equipado de série com barras de tejadilho.
A segurança a bordo também mereceu especial atenção por parte dos engenheiros da Chevrolet. Para além dos seis airbags e pontos ISOFIX para fixação de cadeiras de criança, o Trax está equipado com os mais modernos sistemas de segurança, tais como, assistência ao arranque em subida e controlo de descida, controlo eletrónico de estabilidade, controlo de tração ou assistência hidráulica à fadiga de travagem.
O Chevrolet Trax tem a agilidade de um automóvel compacto, com um excelente comportamento numa utilização citadina, e a versatilidade de um SUV, que nos permite algumas aventuras fora de estrada.
Em termos de motorizações, a Chevrolet anunciou duas unidades a gasolina, uma de 1.4 litros e outra de 1.6 litros, e outra turbodiesel de 1.7 litros de 130 cv, sem dúvida, aquela que melhor se enquadra no Trax. Este motor, que foi o que testámos, apresenta um consumo médio na ordem dos 4,5 l/100 Km na versão de caixa manual de seis velocidades e tração dianteira. Com este motor há também a opção da tração integral (AWD), que faz com que o carro se adapte automaticamente às condições do piso. Todas as versões de caixa manual estão equipadas com a função Start/Stop.
Apesar de integrar o segmento dos compactos, a altura dos eixos do Trax faz com que pague Classe 2 nas portagens, o que pode ser evitado através da aquisição de um identificador de Via Verde.
O Chevrolet Trax é um carro muito agradável de conduzir e esteticamente muito bem conseguido. Vem apetrechado com muito equipamente e apresenta consumos bem interessantes. Para além disso, apresenta preços bem convidativos. A versão 1.7 turbodiesel de 130 cv e nível de equipamento superior (LT) está disponível por 25.450 euros.

O modelo ensaiado, equipado com o motor 1.7 turbodiesel de 130 cv

O modelo ensaiado, equipado com o motor 1.7 turbodiesel de 130 cv

Pedro Amante

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras