Nas Bancas

Motores: Ao volante do novo Peugeot 308

Foi nas estradas da Alsácia que experimentámos o novo compacto da marca francesa, que do seu antecessor herdou apenas a denominação. Quanto ao resto, tudo é novo!

24 de setembro de 2013, 00:38

Foi ainda em pleno aeroporto de Mulhouse, na Alsácia francesa, junto à fronteira com a Suíça e a Alemanha, que tivemos o primeiro contacto com o novo Peugeot 308. Não é preciso muito para percebermos que estamos perante um carro totalmente novo, que apenas manteve o nome do seu antecessor. De resto, a rutura é total, tanto no exterior como no interior. Este novo 308 segue a linha dos mais recentes modelos lançados pela marca francesa, onde se destaca um forte e exclusivo 'olhar' felino resultante dos faróis dianteiros 'full LED', uma novidade mundial oferecida de série na versão Allure, a mais equipada da gama. Igualmente novos são os farolins traseiros de LED, presentes em todos os níveis de equipamento.
Não restam dúvidas de que este novo 308 é um carro elegante e moderno, que denota robustez e qualidade de construção. Com a adopção da nova plataforma EMP2, torna-se a berlina mais compacta e leve do seu segmento e ostenta a maior bagageira, com a capacidade de 470 litros. Acima de tudo, parece-nos um carro bastante equilibrado e é com ele que os responsáveis da Peugeot Portugal querem alcançar o top 3 no segmento C, onde o Volkswagen Golf continua a ser referência.
Mas, deixemo-nos de apresentações e façamo-nos à estrada, mais precisamente, rumo ao Centro de Produção de Sochaux, não muito longe do local onde foi criado o primeiro automóvel Peugeot, o 301, no ano de 1932. No lançamento estarão disponíveis em Portugal duas motrorizações a Diesel (1.6 Hdi de 92 cv e 1.6 e-HDi de 115 cv) e duas a gasolina (1.2 VTi de 82 cv e 1.6 THP de 156 cv). Para começar, optámos pelo motor que nos parece o mais adequado a este carro e que será, aparentemente, um dos mais procurados: o 1.6 Hdi de 115 cv.

Equipado com caixa manual de seis velocidades e sistema Stop & Start, este motor é uma referência no segmento em termos de emissões de CO2 e apresenta consumos bastante interessantes, na ordem dos 4,0 l/100 Km. Seja em estrada ou em percursos mais urbanos, o comportamento dinâmico não merece reparos. É um motor que responde bastante bem, atingindo uma velocidade máxima de de 188 Km/h, acelerando do 0 aos 100 Km/h em pouco mais de 10 segundos.
Quanto ao aspeto interior, destaque para o look clean e muita tecnologia. A Peugeot chamou-lhe i-cockpit e é composto pelo volante compacto, já presente no 208 e no 2008, o painel de instrumentos, a consola central elevada e o surpreendente touch screen de 9,7 polegadas. No novo 308 os botões 'desapareceram' e quase todas as regulações do carro, rádio, climatização, ajudas à condução ou navegação, são controladas através do ecrã tátil multifunções. Destaque ainda para as Peugeot Connect Apps, em especial para a aplicação Coyote, que nas estradas francesas se revelou bastante útil na deteção de radares. Entre os vários equipamentos tecnológicos apresentados na nova coqueluche da marca francesa contam-se o Driver Assistance Park (que integra cruise control ativo, alerta de risco de colisão e travagem automática de emergência), o sistema de vigilância do ângulo morto, câmara de visão traseira ou travão de estacionamento elétrico.
Na bela estrada rumo à vila de Ribauvillé, onde pernoitámos, podemos usufruir do excelente nível de conforto que o novo 308 oferece. Os materiais eleitos são de qualidade. As unidades que ensaiámos estavam equipadas com excelentes bancos tipo baquet, disponíveis em várias cores e em materiais que vão do 100% couro à combinação couro/alcântara.

Em Portugal o 308 estará disponível em três níveis de equipamento - Access, Active e Allure. No nível Access já podemos encontrar equipamento como o rádio CD MP3 com Bluetooth e USB, ar condicionado e cruise control. O Active acrescenta, entre outros equipamentos, o touch screen com navegação. No topo de gama Allure já podemos contar com jantes de 17 polegadas, ajuda ao estacionamento traseiro e travão de estacionamento elétrico. O teto panorâmico em vidro é também uma opção a ter em conta.


Não é demais salientar que o novo 308 passou com sucesso por numerosos testes de qualidade, entre os quais, 2,5 milhões de quilómetros, 2500 horas de testes em bancos de âmbolos vibratórios e climáticos, 4,3 milhões de toques no ecrã tátil sem qualquer avaria.
Ficámos a saber pelos responsáveis da Peugeot que no próximo ano chegam ao mercado novos motores a gasolina (e-THP 1.2 de 110 e 130 cv) e a Diesel que já obedecem à norma Euro6 anti-poluição com a tecnologia Blue Hdi (1.6 de 120 cv e 2.0 de 150 cv). Está também previsto o lançamento de uma nova caixa de seis velocidades.
Quanto a preços:
Access
1.2 VTi de 82 cv - desde 20.390 euros

1.6 HDi de 92 cv - desde 23.100 euros

1.6 e-HDi de 115 cv - desde 24.200 euros
Active

1.2 VTi de 82 cv - desde 21.690 euros

1.6 HDi de 92 cv - desde 24.400 euros

1.6 e-HDi de 115 cv - desde 25.500 euros
Allure

1.6 THP de 156 cv - desde 26.890 euros

1.6 HDi de 92 cv - desde 26.400 euros

1.6 e-HDi de 115 cv - desde 27.500 euros
O novo 308 chega a Portugal em meados de outubro e, até à data de lançamento, todos os clientes que efetuarem um pré-reserva em www.reservas-308.peugeot.pt recebem um upgrade de versão ao veículo escolhido sem qualquer acréscimo de preço. Esta promoção é válida para as viaturas em stock, como motorização HDi e está limitada a 100 unidades.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras