Nas Bancas

Motores: Ao volante do Peugeot 508 RXH

A versão 'all road' do 508, equipada com a tecnologia Full Hybrid Diesel, surpreende pela positiva.

11 de dezembro de 2012, 00:16

Depois da grande evolução demonstrada pela Peugeot com o lançamento do novo 508 berlina e SW, foi com alguma expetativa que experimentámos a versão all road da gama, denominada RXH e equipada com a tecnologia Full Hybrid Diesel. Bastante interessante esteticamente, a 508 RXH é uma carrinha que mistura robustez (40 milímetros mais larga e 50 milímetros mais alta do que a versão normal) com elegância. Com uma zona dianteira bastante expressiva e linhas gerais bem distintas, destaco os faróis diurnos de LED que desenham três garras e lhe conferem um visual bem agressivo. Não posso também deixar de salientar o enorme tejadilho panorâmico em vidro na continuidade do pára-brisas ladeado pelas barras em alumínio.
O habitáculo herdou vários elementos da versão normal, onde se nota uma generalizada qualidade ao nível dos materiais utilizados e o cuidado em cada detalhe. Os revestimentos são exclusivos e podemos optar pelo couro/alcântara de cor clara, couro Nappa ou um revestimento meio couro disponível em várias cores.
O 508 RHX é proposto com um único nível de equipamento e com vários equipamentos high-tech disponíveis, tais como, Head-Up Display a cores com informações de navegação, assistente de máximos, acesso e ligação mãos livres, travão de estacionamento elétrico, faróis de xénon ou sistema de auxílio ao estacionamento. Com bastante espaço interior (acomoda confortavelmente 5 passageiros) trata-se de um automóvel bastante confortável, com climatização em quatro zonas, massagem lombar elétrica para o condutor e bancos dianteiros com regulação elétrica. Existem vários espaços para arrumação de objetos e a bagageira apresenta uma capacidade de 423 litros abaixo da chapeleira. Um volume de carga que pode ser facilmente aumentado até 1.439 litros, já que o rebatimento dos bancos traseiros se faz através de um simples gesto e sem o mínimo esforço.
Onde o Peugeot 508 RXH também marca a diferença é ao nível do motor, o 2.0 HDI Hybrid 4, a primeira motorização full-híbrida diesel do mundo, também proposta no Peugeot 3008 e no Citroën DS5. Com uma potência máxima de 200 cv e 4 rodas motrizes, o 508 RXH convida aos mais variados tipos de utilização, apresentando um modo 100% elétrico, ideal para uma utilização citadina. Os consumos são bastante interessantes para um carro com esta potência, na ordem dos 4,1 l/100 e emissões de CO2 limitadas a 107 g/km.

O 508 RXH é muito fácil de utilizar, graças aos quatro modos de condução disponíveis: ZEV (Zero Emission Vehicle), 4WD, Sport e Auto. A recarga das baterias é efetuada de modo autónomo, ou seja, não existe qualquer necessidade de recarregamento. Este motor vem equipado com o sistema Stop&Start e conjugado com a caixa 2-Tronic de 6 velocidades. Quanto a performances, atinge uma velocidade máxima de 213 Km/h e chega aos 100 Km/h em 8,8 segundos.
O Peugeot 508 RXH tem o preço base de 43.240 euros, sendo que a versão ensaiada apresenta um valor de 45.340 euros, já que vinha equipada com alguns opcionais, entre eles, faróis bi-xénon, lava-faróis  e assistente automático de Máximos (Smartbeam) ou portão traseiro motorizado.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras