Nas Bancas

Motores: Ao volante do Mazda MX-5

Um descapotável de dois lugares de inegável sucesso que nos proporciona um grande prazer de condução.

18 de outubro de 2012, 00:38

O MX-5 é, sem dúvida, um dos modelos mais emblemáticos da Mazda. Afinal, não é por acaso que já conta com 22 anos de existência e nunca sofreu grandes alterações a nível de design. Apresentado pela primeira vez a 9 de fevereiro de 1989 no Salão de Chicago, o MX-5 está hoje registado no livro de recordes do Guinness como o carro de dois lugares mais vendido de sempre. Atualmente, já foram vendidas mais de 850 mil unidades e já ganhou 178 prémios.

O Mazda MX-5 já vai na sua terceira geração, mas a sua essência permanece praticamente intacta. É um carro para desfrutar e que nos oferece um grande prazer de condução, principalmente a céu aberto. Apesar das suas pequenas dimensões, é um automóvel robusto, mas ao mesmo tempo elegante, com um design dinâmico e harmonioso. Como resultado do último restyling, o que salta mais à vista são os faróis e os farolins redesenhados e uns ligeiros retoque ao nível do pára-choques.
Já no habitáculo permanece quase tudo igual, apenas alguns dos comandos foram alvo de um novo desenho e a qualidade dos materiais também foi revista com vista a um maior conforto por parte dos dois ocupantes. O tablier é agora cinzento escuro e o sistema de som Bose Premium apresenta um estilo mais simples. Existe um novo monitor LCD entre os instrumentos que nos mostra o consumo médio e a temperatura ambiente. Para quem gosta do MX-5 com um toque mais desportivo, estão disponíveis bancos Recaro, aquecidos e ajustáveis em altura. O compartimento para arrumação no centro da consola apresenta agora uma divisão removível.
Apesar de também existir a versão com tejadilho rígido retráctil, a capota de lona preta continua a ser a preferida. É de abertura manual, mas a sua utilização é fácil e prática. O mais complicado é mesmo abri-la ou fechá-la em andamento. Algo que poderia ser melhorado é o nível de insonorização com a capota fechada, que se torna algo incomodativo, principalmente quando circulamos a velocidades superiores a 120 Km/h.
Neste ensaio conduzimos a versão 1.8 com 125 cv e caixa manual de seis velocidades. A velocidade máxima é de 194 Km/h e conseguimos chegar aos 100 Km/h em 9,9 segundos. Quanto a consumos, a marca anuncia o valor de 7,0 l/100 Km (consumo combinado).
Este Mazda MX-5 1.8 Exclusive Plus está disponível desde 31.316 euros.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras