Nas Bancas

Motores: Ao volante do Mercedes Classe B 200 CDI 7G-DCT

A nova caixa automática de 7 velocidades de embraiagem dupla torna o Classe B ainda mais apetecível.

31 de maio de 2012, 01:28

O meu primeiro contacto com o novo Mercedes Classe B aconteceu no final do ano passado e nessa altura deu de imediato para perceber que se trata de um modelo versátil, que combina de forma eficaz um bom espaço interior com uma performance e uma dinâmica bastante interessantes. Com muitas novidades ao nível do design, onde salta à vista um cariz bem mais desportivo, o Classe B foi também alvo de uma verdadeira revolução ao nível de interiores, com materiais de elevada qualidade e bastantes opções tecnológicas e de segurança. Essa mesma renovação aconteceu também ao nível de motores, tanto a gasolina como a Diesel, e de caixa de velocidades manuais e automáticas.
Tanto o B 180 CDI BlueEfficiency de caixa manual que testámos primeiro, como o B 200 CDI BlueEfficiency de caixa automática que conduzimos agora, apresentam motores de funcionamento suave e com uma capacidade de resposta surpreendente. Este último, debita 136 cv de potência, proporcionando uma velocidade máxima de 210 Km/h e uma aceleração dos 0 aos 100 Km/h em apenas 9,3 segundos. Quanto a consumos, a marca anuncia 4,7 l/100 Km.

Porém, a grande novidade da versão que ensaiámos é mesmo a nova caixa automática de sete velocidades 7G-DCT de embraiagem dupla integrada. É uma caixa bastante compacta e variável em termos de adaptação às rotações do motor, com transições muito suaves, e que dispõe de uma bomba de óleo elétrica que faz funcionar de forma bem eficaz o sistema Start/Stop. Temos também a possibilidade de mudar as mudanças manualmente através das patilhas disponíveis no volante.
Bastante bem equipado ao nível de sistemas de assistência e segurança, este modelo apresenta de série o sistema de aviso de colisão por radar (Collision Prevention Assist), que emite um sinal visual e sonoro para nos alertar em relação a obstáculos identificados, preparando o sistema de travagem para uma reação o mais precisa possível, mal pisemos o pedal do travão a fundo. Para além disso, podemos contar também com o assistente de limite de velocidade e de estacionamento ativo, o assistente de ângulo morto e de mudança de faixa de rodagem, função de apoio em subidas e câmara de marcha atrás, entre muitos outros.
Ao nível de sistemas de multimédia, o Classe B apresenta como grande novidade o sistema de comando por voz Linguatronic e o sistema Comand Online, que nos permite aceder à internet e navegar na Web com o carro parado ou aceder a uma App Mercedes-Benz em plena condução. Especialmente bem concebido foi o ecrã central, inspirado num tablet, e onde podemos visualizar o sistema de navegação, as opções do telefone e do sistema de áudio, assim como as várias informações sobre o veículo. A sua utilização é bastante fácil e intuitiva.
Bastante confortável e com espaço mais do que suficiente para condutor e passageiros, o Classe B está disponível em quatro níveis de acabamento (Chrome, Sports, Exclusive e Night Package) e oferece várias opções no que diz respeito a materiais para as inserções no tablier ou de tecidos e couro para os bancos. Bastante interessante é também o teto de abrir panorâmico em vidro que confere ao habitáculo uma luminosidade muito agradável.
O Mercedes Classe B 200 CDI BlueEfficiency com a caixa automática 7G-DCT está disponível desde 37.118 euros. O modelo ensaiado, equipado com vários extras, entre eles, o teto de abrir panorâmico, o pack desportivo, os faróis bi-xenon ou o sistema Comand Online, tem o valor de 44.270 euros.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras