Nas Bancas

Motores: Ao volante do Mercedes Classe C 250 CGI Coupé

Um desportivo que impressiona pela sua elegante silhueta, excelentes prestações e elevados níveis de conforto e segurança.

28 de março de 2012, 04:16

Quem olha para a anterior geração do Mercedes-Benz Classe C Coupé (CLC) e a compara com a atual, facilmente percebe o nível de evolução da marca alemã em termos de design. De facto, longe vão os tempos em que os Mercedes, apesar de serem bastante resistentes e fiáveis, eram carros pesados, antiquados e pouco interessantes esteticamente. Hoje a história é outra, e muitos são os modelos da marca alemã que são autênticas peças de design, onde é evidente um especial cuidado, não apenas com as prestações e o conforto, mas acima de tudo, com o lado mais visual. Diria mesmo que a Mercedes se tornou exímia em explorar, e muito bem, o lado emocional de quem compra um carro.
Disponível desde junho do ano passado, o Classe C Coupé é um carro com uma forte presença estética e um inegável poder de sedução. Segundo a marca, este modelo está concebido para um grupo de clientes entre os 35 e os 45 anos, para quem o sucesso profissional, o amor à vida e um forte sentido de responsabilidade são importantes. Encontro-me no início dessa faixa etária e revejo-me nos três pontos mencionados, talvez por isso não tenha conseguido resistir aos atributos estéticos do C Coupé. Nesse aspecto, não restam dúvidas de que os designers da marca acertaram na fórmula.
EXTERIOR/INTERIOR

Exteriormente, a sua silhueta baixa e compacta confere-lhe uma pose algo agressiva, mas elegante, que assenta muito bem no seu espírito desportivo. As funcionalidades típicas do coupé incluem a pequena inclinação dianteira, capot longo, pára-brisas muito inclinado e longo, e tejadilho alongado para fora. Algo que não passa despercebido é o teto panorâmico, que por ser escuro faz um agradável contraste com a cor da carroçaria (no caso do modelo ensaiado a cor era o Prata Iridium), bem como as jantes em liga leve AMG de 18 polegadas. De salientar que apesar do seu aspecto compacto, o C Coupé mede o mesmo que a berlina (4,60 metros) e que este é um verdadeiro modelo de duas portas, uma vez que o acesso à bagageira é feito através de uma porta independente do vidro traseiro. A sua capacidade de 450 litros é pouco usual num coupé.
Passando agora ao interior, o que de imediato me chama a atenção são os bancos exclusivos com apoios de cabeça integrados, tanto na primeira como na segunda fila. Os dois bancos traseiros são bastante confortáveis e servem na perfeição para transportar comodamente dois adultos. A pele Artico preta utilizada no seu revestimento é de excelente qualidade, tal como a que cobre o novo volante multi-funções de três raios disponível de série. Como opção estão disponíveis bancos aquecidos ou climatizados.

Quanto ao painel de instrumentos, assemelha-se ao da berlina, com especial destaque para os acabamentos em piano lacado porcelana e alguns pormenores mais desportivos. Todos os materiais utilizados são de qualidade irrepreensível, como é, aliás, apanágio da marca de Estugarda. É no centro do painel que está integrado o ecrã a cores do computador de bordo, cujo tamanho foi aumentado para uma melhor leitura. É aqui que nos é apresentada toda a informação sobre o veículo, o sistema de navegação e onde podemos configurar o carro ao nosso gosto pessoal. Com o sistema Comand Online (1.666 euros) temos também a possibilidade de nos ligarmos à internet e assim obtermos informações de trânsito, cálculo das rotas do sistema de navegação, etc. Todas estas funcionalidades são comandadas através de um seletor rotativo situado junto ao apoio de braços.

A nível de equipamento de série, o C Coupé está muito bem apetrechado. Não falta o Cruise Control, o ar condicionado automático bi-zona, sensores de luz e chuva, ESP, sistemas de assistência à travagem, assentos dianteiros com regulação elétrica, pontos de fixação ISOFIX, e muito mais.

O mesmo acontece em matéria de segurança e sistemas de ajuda à condução. Com sete airbags de fábrica, tensores e limitadores dos contos de segurança para todos os bancos, o C Coupé apresenta excelentes funcionalidades para uma condução mais segura e descontraída. A Mercedes-Benz também pensou na segurança dos peões e dotou este modelo com um capor ativo em alumínio. Com inúmeros sistemas de assistência à condução, que vão desde a deteção de sonolência Attention Assist, até ao controlo de proximidade Distronic Plus, todos são baseados na mais recente tecnologia de radares, câmaras e sensores, que minimizam as causas frequentes de acidentes.
MOTOR/COMPORTAMENTO

O Mercedes Classe C Coupé está disponível em cinco motorizações com injeção direta e função Start&Stop ECO (três a gasolina e duas a diesel). Ensaiámos o motor a gasolina 250 CGI BlueEfficiency com 204 cv e caixa manual de seis velocidades. É um motor silencioso e refinado que nos transmite uma agradável experiência de condução e responde de forma eficaz à medida que pisamos o acelerador. Atinge uma velocidade máxima de 240 Km/h e leva-nos aos 100 Km/h em apenas 7,2 segundos. Os valores de consumos combinados situam-se entre os 6.5 e os 7.0 l/100 Km.

É em estrada que o Classe C Coupé mostra todo o seu potencial, mostrando precisão na direção, um ótimo comportamento a nível de chassis e a eficácia da caixa de velocidades. Curva após curva, o C Coupé transmite-nos emoções fortes, fruto de uma agilidade a toda a prova.
PREÇOS

O Mercedes Classe C 250 CGI Coupé está disponível desde 48.590 euros. A unidade ensaiada, com todos os extras mencionados, apresenta um preço de 64.070 euros.
Outras versões a gasolina:

C 180 CGI Coupé (156 cv) - desde 41.035 euros

C 350 CGI Coupé (306 cv) - desde 64.300 euros
Versões a Diesel:

C 220 CDI Coupé (170 cv) - desde 46.298 euros

C 250 CDI Coupé (204 cv) - desde 49. 298 euros

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras