Nas Bancas

Motores: Mercedes SL, a história de um ícone

Mais de 50 anos de história.

Redação CARAS
16 de fevereiro de 2012, 17:33

Com as suas raízes na história do desporto automóvel, o classe SL da Mercedes-Benz nasce na década 50, em Estugarda. Tudo teve início no desporto motorizado, em grande parte devido ao sucesso alcançado nas competições internacionais, em 1952, com o 300 SL (série W 194, “SL” significa “Super-Leve”). Este foi o primeiro sinal do início da produção de dois fascinantes automóveis desportivos da Mercedes-Benz: o 300 SL e o 190 SL, modelos que definiram a base para a tradição desta família lendária de desportivos no ano de 1954.
A Mercedes-Benz impressionou na apresentação destes dois modelos no Salão Internacional de Nova Iorque, em 1954. O entusiasmo atingiu especialistas do mundo automóvel e o público em geral. Nesta data, o 300 SL foi apresentado pela primeira vez enquanto automóvel desportivo (série W 198), o famoso coupé “Asas de gaivota”. O 190 SL (série W 121) totalmente redesenhado, apresentado pela Marca como roadster, teve igualmente um impacto estrondoso. A primeira geração dos desportivos SL já permitia vislumbrar o futuro brilhante que esperava estes veículos - atrativos e inovadores, cuja designação SL é uma abreviatura nascida do desporto automóvel.
Tendo por base o lendário Asas de gaivota coupé, a versão aberta do 300 SL Roadster (W 198 II), produzida em paralelo com o 190 SL, foi lançada em 1957. A forma da carroçaria deste automóvel descapotável de dois lugares foi assim definida como a característica típica da família SL. O 300 SL, juntamente com o 190 SL, anteciparam inúmeras características das gerações seguintes do SL, sendo ambos os modelos os precursores de todas as séries que se seguiram desta famosa família de desportivos.
Em 1963, entraram em cena as séries W 113 do SL; foi apelidado de “SL Pagode” devido à forma característica da sua capota rija. Seguiu-se, em 1971, a série R 107, que alcançou o maior volume de produção de todas as séries SL até à data de hoje, graças aos 18 anos de produção. Em março de 1989, a Mercedes-Benz lançou a série R 129. Este veículo, que apresentava diversas inovações técnicas, transportou o Classe SL para o novo milénio. Após um período de produção de doze anos e dois facelifts, foi substituído em 2001 pela série R 230 – o primeiro com uma capota rígida Por fim, na primavera de 2012, a série R 231 deverá ser lançada como a próxima geração da Classe SL da Mercedes-Benz.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras