Nas Bancas

CS_Etapa10_01.jpg

Divulgação

Carlos Sousa regressa ao 6.º lugar da geral

Apesar de um erro de navegação que lhe custou mais de 15 minutos e de várias paragens forçadas, o piloto subiu mais uma posição na geral, regressando ao 6.º lugar com que fechou a sua participação em 2010.

Redação CARAS
12 de janeiro de 2012, 00:13

A cinco dias da chegada a Lima e após dez etapas cumpridas, Carlos Sousa regressou ao ponto de partida, assumindo novamente o 6.º lugar com que abriu esta 33.ª edição do Dakar, precisamente no dia em que a caravana se despediu do Chile.

Numa etapa particularmente difícil e que incluiu um pouco de tudo – pistas de terra, pedra, areia, dunas e muita navegação –, o piloto português viria a ser o oitavo mais rápido a cumprir os 377 km da especial que ligou Iquique a Arica. “Ao contrário da etapa de ontem, hoje tivemos um dia bastante atribulado. Desde logo, falhámos completamente na afinação do carro e passámos por muitas dificuldades nas partes mais duras do percurso. Depois, cometemos alguns erros de navegação, num dos quais perdemos mais de 15 minutos até encontrarmos a pista certa. Mais para o final, na passagem pelas dunas, tivemos ainda que parar algumas vezes para baixar a temperatura do carro, num problema que tem sido recorrente devido à deficiente refrigeração do motor”, resumiu Carlos Sousa à chegada ao acampamento em Arica.
Quanto ao lugar que ocupa atualmente, Carlos Sousa não tem dúvidas: “É um resultado fantástico e que tudo faremos para segurar até final. Mas faltam ainda cinco dias e nesta altura da prova as mecânicas já se começam a ressentir e qualquer pequeno problema pode resultar num grande atraso”, avisa, na véspera do Peru se tornar no 27.º país a receber a caravana do Dakar.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras