Nas Bancas

Subaru Outback 2.0 Boxer Diesel

O sistema de tração integral é ultra eficaz, oferece espaço interior para levar a família e as bicicletas e tem um ar modernaço. Conheça o novo rival do Audi A4 Allroad e do Volvo XC70

Luís Cáceres
7 de novembro de 2010, 09:13

O Subaru Outback chegou pela primeira vez ao mercado europeu em 1996. O crossover nipónico melhorou no conforto, está com um design renovado e possui um equipamento de série acima da média.

Gostei do comportamento dinâmico do carro. O motor "boxer" de cilindros horizontais opostos e a tração integral Symmetrical AWD, acompanhados por um novo chassis, contribuem para uma condução agradável, sem sobressaltos e, acima de tudo, destaco o conforto a bordo para todos os passageiros. A evolução é notória ao nível da suspensão

.
Subaru Outback 2.0 Boxer Diesel

Por outro lado, o sistema de tração integral é sem dúvida uma mais-valia em diversas situações.O nível de aderência aumenta consideravelmente quando conduzimos em piso molhado e mesmo com a estrada seca é visível que o carro tem um comportamento mais eficaz.

Gama de motores

Para o mercado português será oferecida exclusivamente a versão equipada com o bloco de quatro cilindros e 2.0 litros (150 CV). O motor boxer diesel não é excessivamente ruidoso e dispõe de binário em diferentes faixas de rotações.

Subaru Outback 2.0 Boxer Diesel

Interior focado na habitabilidade e no conforto

Aumentando a altura, largura e a distância entre eixos, o interior do Outback passou a estar focado no espaço oferecido no habitáculo. Comparado com o anterior modelo, a altura no habitáculo aumentou 40 mm, a distância entre os bancos cresceu 30 mm e o espaço para as pernas atrás aumentou 62 mm.

Subaru Outback 2.0 Boxer Diesel

A altura ao solo de 200 mm oferece versatilidade de utilização, tendo como resultado uma condução mais relaxada em todo o tipo de ambientes, sejam estradas de asfalto ou terra batida. A capacidade do compartimento de carga é de 526 litros, o que é aceitável.

Uma curiosidade tecnológica! No caso do Outback equipado com estofos em pele temos uma função de memória no banco do condutor. A novidade é que a regulação do banco do condutor pode ser memorizada na chave. Com esta funcionalidade, mesmo que o banco tenha sido mexido, assim que o carro é aberto ele volta à posição memorizada.

Subaru Outback 2.0 Boxer Diesel

Para os bancos traseiros, o mecanismo de reclinação é oferecido de série. As costas dos bancos possibilitam um rebatimento 60/40 para flexibilizar a dimensão da bagageira, contemplando ainda um sistema remoto para que seja possível reclinar os bancos através da mala.

Subaru Outback 2.0 Boxer Diesel

O Outback utiliza pneus 225/60R 17 montados em jantes de liga leve de 17 polegadas de série. Possui ABS com EBD (distribuição eletrónica da força de travagem), além do VDC como equipamento de série, a assistência à travagem é igualmente equipamento de série.

Os concorrentes diretos deste Outback não são pera doce. Refiro-me ao Audi A4 Allroad e ao Volvo XC70. O Subaru é mais acessível no preço mas...a verdade é que continua menos refinado em algumas áreas importantes como a qualidade de alguns plásticos e na montagem de materiais do que o Audi e o Volvo.

Subaru Outback 2.0 Boxer Diesel

O Subaru Outback 2.0 Premium de 150 CV custa 41.956 euros. O Audi A4 Allroad 2.0 TDI de 143 CV custa 46.390 euros e o Volvo V70 XC 2.0 de 163 CV está á venda a partir de 49.470 euros. Uma coisa é certa, comprar uma carrinha de tração integral com uma aparência atual, um nível de equipamento completo, por este preço, é sem dúvida interessante.

Subaru Outback 2.0 Boxer Diesel

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras