Nas Bancas

Seat Altea XL Ecomotive

Uma viagem pela Costa Alentejana ao volante de um dos monovolumes compactos mais económicos e espaçosos da actualidade.

Luís Cáceres
22 de abril de 2010, 19:16

As empresas petrolíferas não param de mexer nos preços dos combustíveis. Contra factos não há argumentos! No início do ano um litro de gasolina custava 1,295 euros e o litro do gasóleo valia 1,057 euros. Os portugueses estão a pagar mais 5,35 euros do que pagavam no início do ano para atestar um depósito com 50 litros de gasolina. Para encher um depósito de gasóleo a diferença é de 5,45 euros.

A maioria dos fabricantes tem apostado na concepção de motores mais "pequenos", menos poluentes e, como sabemos, estão a aderir em massa às energias alternativas.

As frotas empresariais e o mercado das empresas de aluguer de viaturas seguem a tendência optando pelo "downsize" de modelos. Os e-mails dos leitores que tenho recebido abordam invariavelmente este tema. É notória a preocupação de quem pretende trocar de carro por estes dias. A maioria dos particulares pergunta se é racional comprar um automóvel 2.0 diesel, com uma potência superior a 150 CV, que gaste mais de dez litros de gasóleo.

Seat Altea XL Ecomotive

A verdade é que em alguns casos, graças a um binário generoso, conseguimos fazer consumos comedidos com um motor 2.0 litros diesel, não abdicando da dinâmica, da performance e do prazer de condução gastando "apenas" oito litros de gasóleo para percorrer 100 quilómetros.

Muitos leitores questionam se vale a pena gastar 40.000 euros num automóvel novo? Se os automóveis eléctricos são fiáveis e conseguem transportar uma família, com a respectiva bagagem, nas viagens mais longas sem colocar constantemente uma mudança "abaixo"? Estas são algumas das questões que tenho recebido por e-mail sobre este assunto. A maioria não sabe o que fazer agora que chegou a hora do velhinho Clio, Corsa ou Punto, entregar a alma para abate.

Seat Altea XL Ecomotive

Por outro lado, o aumento do preço dos combustíveis tem motivado muitos condutores portugueses a levantar o pé, a deixar o carro em casa, a pensar muito bem que tipo de automóvel comprar.

Foi precisamente a pensar nestas questões que decidimos testar o novo Seat Altea XL Ecomotive, munido de um moderno motor "common rail" 1.6 TDI e 105 CV de potência. A verdade é que um automóvel equipado com um motor 1.5 dCi, 1.6 HDi ou TDi, com 110 CV de potência, serve perfeitamente para transportar família de uma forma tranquila, sem grandes correrias, a um preço acessível e, quem sabe, ao volante de um modelo recheado de equipamento de conforto e segurança. Decidi viajar até ao Eco Resort ZMAR, a meio caminho entre a Zambujeira do Mar e Vila Nova de Mil Fontes, no concelho de Odemira, para experimentar as virtudes e defeitos deste automóvel num local adequado.

Seat Altea XL Ecomotive

Para testar a versão Ecomotive escolhemos um parque de campismo ecológico, sem paredes de betão, onde a energia solar é responsável pela alimentação da totalidade do "resort" e onde é possível desfrutar de uma piscina de ondas enorme, saltar nas camas elásticas ou deslizar de slide no percurso de arvorismo.

O Seat Altea Ecomotive é um automóvel de cinco portas, espaçoso, bem construído e possui uma boa acessibilidade. Ao início estranhei um pouco a rigidez dos bancos em tecido. É uma situação normal quando trocamos de automóvel, contudo, após regular o banco, o volante, e encontrar a posição de condução ideal, nem a suspensão mais firme deste Altea compromete o bom desempenho dinâmico nos estradões de terra batida do ZMAR.

Seat Altea XL Ecomotive

O Seat Altea XL Ecomotive está disponível nas versões Reference, Good Stuff, Style ou Sport. Os motores que alimentam a gama são os seguintes: 1.4 de 85 CV, 1.4 TSI de 125 CV, nos caso dos blocos a gasolina, e o diesel 1.6 TDI de 105 CV e o mais potente 2.0 TDI de 140 CV.

No caso do Altea XL Ecomotive podemos optar pela caixa de seis velocidades ou escolher a automática DSG. Gosto bastante do funcionamento de ambas, no caso da versão que conduzi a caixa era manual e revelou-se precisa, muito fácil de utilizar. Como seria de esperar, as versões Ecomotive estão equipadas com o sistema Start/Stop para reduzir o consumo de combustível e as emissões de CO2. Isto quer dizer que o motor desliga automaticamente quando o automóvel não está em andamento, e recomeça novamente assim que carregamos com o pé na embraiagem. Para evitar desperdícios, o sistema de recuperação de energia dos travões recupera a energia produzida pelo alternador.

O Altea Ecomotive no resort ecológico ZMAR
O Altea Ecomotive no resort ecológico ZMAR

A poupança de combustível é uma das prioridades e, para contribuir que tal aconteça, convém não perder sempre de vista o indicador de mudança de caixa que aconselha o momento "ideal" para mudar de mudanças. O Seat Altea XL Ecomotive possui Filtro de Partículas (DPF) que contribui decisivamente para reduzir as emissões de CO2 para os 119 g/km. O motor "Common Rail" 1.6 TDI 105 CV torna o Altea Ecomotive silencioso em estrada.

Consegui um consumo médio de 5,8 litros cumprindo os limites de velocidade.

A 120 km/h na auto-estrada, 80 km/h na nacional de Grândola a Milfontes e mais alguns quilómetros nas voltas na Costa Alentejana e em Lisboa. No total fiz cerca de 600 quilómetros. O Altea XL conduz-se de uma forma descontraída. Os espelhos retrovisores contribuem para ligeiros barulhos aerodinâmicos, nada de grave.

Seat Altea XL Ecomotive

O equipamento de série deste monovolume compacto é muito completo. Em particular na versão Sport. Distingue-se pelas jantes de liga leve de 17 polegadas, computador de bordo, "cruise control", sensor de chuva, acendimento automático dos faróis, um rádio leitor de CD/ MP3 e um ecrã TFT de sete polegadas (montado no sistema porta-objectos do tecto do automóvel). O alarme volumétrico e o controlo de pressão de pneus também são de série no Sport. Na versão que conduzi existia a possibilidade de ligar uma consola de jogos nos lugares traseiros.

A versatilidade, o espaço e a funcionalidade são elementos muito valorizados pelos clientes neste tipo de automóveis. A bagageira tem capacidade para 532 litros com os bancos colocados na posição base. Existem, depois, diversos espaços para guardar pequenos objectos e o encosto do banco traseiro está dividido em três partes rebatíveis. O equipamento de segurança inclui seis airbags e o ESP. Apenas o sistema Hill Hold (50 euros) e os airbags laterais traseiros (250 euros) são opcionais nas versões de acesso.

Seat Altea XL Ecomotive

A viatura ensaiada tinha alguns opcionais que contribuem para o conforto e para aumentar a segurança. O Ecomotive que vê nas imagens possui sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, sistema de navegação, bluetooth com comandos no volante, os vidros traseiros escurecidos e os faróis bi-xénon adaptativos.

Seat Altea XL Ecomotive

A versão mais acessível com o sistema Start/Stop, com o motor 1.6 TDi de 105 CV, custa 24.740 euros. O acesso a este modelo faz-se através do motor 1.4 a gasolina de 85 CV que com um preço de 20.840 euros.

Seat Altea XL Ecomotive
CARAS

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras