Nas Bancas

João Espírito Santo

João Espírito Santo

Joaquim Norte de Sousa

'Dentes de leite são dentes, logo... devem ser tratados'

Por João Espírito Santo, da clínica Medical Art Center

João Espírito Santo
8 de agosto de 2012, 01:24

Os dentes temporários, habitualmente designados por dentes de leite, têm tanta importância para o correto desenvolvimento do bebé como qualquer outro órgão ou sistema. Há que abandonar a ideia de que os dentes de leite não são importantes porque vêm aí os definitivos.

A principal função da primeira dentição será permitir à criança a correta mastigação dos alimentos. Mas, muito importante, a primeira dentição vai ajudar ao correto desenvolvimento  da boca  e à manutenção do espaço necessário para o nascimento dos dentes definitivos ou permanentes.

Os dentes começam a romper por volta dos 6 meses e devem terminar o seu crescimento por volta dos 30 meses. Muitas crianças ficam com as gengivas muito sensíveis, o que as torna irritadas. Pode ajudar esfregando as gengivas com o dedo, usando uma dedeira especial para esse efeito ou um anel de borracha refrigerado. Também existem gel e produtos farmacêuticos para aliviar o desconforto provocado pela erupção dos dentes do bebé. Uma dica, é normal que surja febre.
Passar os bons hábitos de higiene oral às suas crianças é uma das lições de saúde mais importantes que lhes pode dar. Isto significa ajudá-las a escovar os dentes duas vezes por dia, limitar os lanches entre as refeições (especialmente os que contêm alimentos e/ou bebidas açucaradas como bolachas, pão achocolatado, refrigerantes) e visitar o profissional de saúde regularmente. Se a criança beber bebidas gaseificadas, e bem sabemos como é difícil evitar, devem usar uma palhinha para não danificar o esmalte.

No processo de dentição todos os hábitos são importantes e por isso é preferível uma chupeta a deixar que o bebé chupe no dedo. A escovagem deve acontecer com a supervisão de um adulto. Não só para ver se os dentes estão a ser bem lavados. A pasta dentífrica usada deve ser pouca, do tamanho de uma ervilha e a criança não deve ingerir a pasta dentífrica.

Quanto mais cedo se iniciar o hábito diário de higiene oral melhores perspetivas há de evitar as doenças. As rotinas devem começar logo quando romper o primeiro dente.

É muito importante mostrar á criança que o médico dentista é um amigo, um médico como os outros e que aqueles instrumentos não causam dor. Consultas regulares ajudam a combater este receio.
PARTICIPE NO PASSATEMPO SORRIA.PT E HABILITE-SE A TRATAMENTOS DENTÁRIOS

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras