Nas Bancas

A escolha de... Filomena Nascimento

As escolhas da ex-manequim que gosta de promover estilos de vida saudáveis.

CARAS
19 de novembro de 2017, 18:00

Serena e perseverante, Filomena Nascimento, de 36 anos, é o exemplo de que nada é impossível. Com apenas 13 anos mudou-se de Vidago para Lisboa e deparou-se com a possibilidade de escolher a sua alimentação, o que a levou a engordar cerca de 20kg, a que se seguiu uma baixa na auto-estima. Quando foi convidada para ser modelo publicitária, aos 17 anos, percebeu que teria de emagrecer se queria progredir na carreira. Procurou ajuda e, desde então, segue um plano regrado de alimentação e desporto que acabou por dar origem a um livro, Mindful Eating, “que pretende ajudar cada um a procurar a simbiose entre o seu exterior e o seu interior”, explica.
TEATRO: Commedia A La Carte - Os Melhores do Mundo
Assim que o César Mourão diz metade de uma frase, já eu me estou a rir. Esta peça conta com ele e ainda com os melhores improvisadores portugueses, um brasileiro e outro colombiano. Vale a pena entrar no Teatro Villaret e fazer parte da plateia durante cerca de uma hora e meia.
BAR: White, Saint-Tropez
Mar por perto, sol e boas energias. Cocktails para todos os gostos e petiscos a condizer. Fica a cinco minutos a pé da praia na Place des Lices, em Saint-Tropez. De dia, é ótimo para relaxar. À noite, é bom para dançar.
RESTAURANTE: Confraria LX - LX Boutique Hotel
Gosto da tranquilidade. Seja numa refeição ou noutro momento do dia. Internamente, sou um furacão, tenho sempre as ideias a mil, por isso, gosto de estar em ambientes exteriores que possam promover um certo apaziguamento. É o caso deste. Assim que lá entramos, há um “corte” com a agitação da cidade.
CD: Tribalistas
Não falto a um concerto da Marisa Monte. Gosto da forma como se apresenta, como interpreta cada tema, daquilo que me transmite. Aqui, junta-se a Arnaldo Antunes e a Carlinhos Brown. Das letras à sonoridade, das vozes aos instrumentos: uma aposta bem conseguida.
VIAGEM: Oriente
Tenho muita vontade de conhecer o Oriente e o meu fascínio tem vindo a aumentar à medida que o tempo passa. Porém, até agora, a viagem que fiz à Riviera francesa e italiana de barco foi a mais inesquecível.
FILME: “Perto Demais”
Uma história simples de encontros, desencontros, traições e conflitos. A perceção de como tudo na vida se pode alterar num minuto. Basta uma ação ou a falta dela.
LIVRO: “Alexis”
Comprei este livro de Marguerite Yourcenar há muitos anos e já o reli vezes sem conta. É pequeno, mas com uma mensagem fortíssima. Termina com uma frase na qual penso algumas vezes. É mais ou menos isto: “Por fim, peço perdão. Não por ir embora, mas por ter ficado tanto tempo”.
FIM DE SEMANA: Costa Vicentina
Portugal está cheio de tesouros. A beleza dos recantos escondidos, do mar, das paisagens faz valer a pena cada segundo nesta costa.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras