Nas Bancas

A escolha de… Ricardo Costa

O ‘chef’ executivo do The Yeatman, detentor de três Estrelas Michelin, adora fazer viagens gastronómicas para conhecer novas culturas e sabores.

CARAS
13 de agosto de 2017, 20:00

Natural de Aveiro, Ricardo Costa começou há 20 anos a servir às mesas, para ganhar uns trocos para as férias, mas rapidamente se deixou seduzir pela cozinha. Hoje, com 37 anos, é um dos chefs portugueses mais premiados e a sua última distinção, de Chef Revelação, atribuída pela Relais & Châteaux em Tóquio, é mais um bom exemplo disso.
Adepto da cozinha portuguesa sofisticada, dos produtos locais e das receitas tradicionais, estreou-se no restaurante Santa Olaria, em Aveiro, seguindo para a Quinta das Lágrimas, em Coimbra, onde trabalhou com Joachim Koerper. Com ele seguiu para o Girasol, em Alicante, antes de se aventurar sozinho no Portal Restaurant, em Londres. No regresso a Portugal, foi para o Vidago Palace e depois para a Casa da Calçada, em Amarante, onde recebeu a sua primeira Estrela Michelin, em 2008. Desde 2010, Ricardo Costa é o chef executivo do The Yeatman, em Gaia, no qual já recebeu duas Estrelas Michelin (2011 e 2016), entre muitas outras distinções.
RESTAURANTE: Dori
Este restaurante na Costa Nova, em Aveiro, é um dos locais onde vou com frequência. Para além de ser na minha terra natal, conquista pela gastronomia típica, com pratos de peixe diários e sabores locais.
FILME: “A Viagem dos Cem Passos”
Associo este filme de Lasse Hallström à minha profissão: a história aborda de perto o lado sentimental e familiar de um Estrela Michelin. Gosto também pela influência da tradição indiana.
VIAGEM: Tóquio
A viagem que fiz ao Japão no final do ano passado marcou-me. Estive em Tóquio para receber o prémio Rising Chef, da cadeia Relais & Châteaux, e pude explorar novos sabores e os mercados da cidade. Acho que tanto o clima como a cultura são similares aos nossos e gosto especialmente da gastronomia oriental e da comida japonesa.
FESTIVAL: LISB-ON
Tenho ido a este festival no Parque Eduardo VII e gosto muito do ambiente, da reunião de pessoas e da experiência urbana.
LIVRO: “Modernist Cuisine: The Art and Science of Cooking”
Em seis volumes, da autoria de Nathan Myhrvold, Chris Young e Maxime Bilet, estão compiladas todas as técnicas de cozinha. É um livro muito denso e completo, que uso principalmente para afinar a criatividade e desenvolver ideias. No entanto, ultimamente recorro mais à Internet que aos livros.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras