Nas Bancas

gabriela-canavilhas_c.jpg

A escolha de... Gabriela Canavilhas

A antiga ministra da Cultura é a embaixadora da exposição de Dalí que está patente no C.C. Colombo. Para democratizar a cultura.

CARAS
13 de setembro de 2015, 18:00

Nascida em Angola em 1961 e criada nos Açores, Gabriela Canavilhas é pianista de formação (fez o Curso Superior de Piano do Conservatório Nacional e é licenciada em Ciências Musicais pela Universidade Nova de Lisboa), tem uma longa carreira de professora e concertista, participou em programas de rádio e gravou sete álbuns, entre os quais constam primeiros registos de obras de compositores como Domingos Bom Tempo ou Alfredo Keil. Ministra da Cultura do segundo mandato de José Sócrates e atual deputada do PS, tem ainda no seu vasto currículo a direção artística do Festival MusicAtlântico, nos Açores, a presidência da Associação de Música, Educação e Cultura, a presidência da Orquestra Metropolitana de Lisboa (e as escolas a esta associadas) ou o cargo de diretora Regional da Cultura do Governo Regional dos Açores.
A Exposição deste verão- “A Divina Comédia de Salvador Dalí”
Em exibição na Praça Central do Centro Comercial Colombo até 20 de setembro. São 100 gravuras de Salvador Dalí concebidas a partir da famosa obra de Dante. Para além da mestria da belíssima coleção, a dessacralização da experiência cultural é essencial para a democratização da cultura.
A Música - “Diáspora”
Qualquer dos CD da série Diáspora, do agrupamento português de música antiga Sete Lágrimas. Atrevam-se, vão-se deslumbrar e viciar. Para ouvir no campo, na praia, a ler ou simplesmente em contemplação.
O Livro - “As Luzes de Leonor”
Vou ler. São 1054 páginas de Maria Teresa Horta sobre a marquesa de Alorna, que estão há dois anos, ansiosas, à espera de oportunidade.
O Concerto- Centenas
É-me difícil identificar o que mais me marcou entre centenas (milhares) a que assisti na minha vida (ou em que toquei). Todos foram acrescentando um pouco à pessoa que sou. Recomendo apenas que ouçam música ao vivo e sejam parte ativa da magia da criação musical – que deve grande parte da sua energia ao público.
O Refúgio - Açores
São Miguel, Pico, Flores, qualquer ilha açoriana é uma lição sobre como regressar a uma outra dimensão, onde a autenticidade da vida se sobrepõe às futilidades do quotidiano. Também em Avis, no Alto Alentejo, na minha casa de fins de semana, o meu mundo é só meu.
O Local de eleição - Mar e campo
No mar e na sombra do campo. O sol transformou-se num inimigo perigoso.
As Séries- Várias
As séries via TV ou Net são por vezes melhores do que a grande maioria dos filmes da indústria internacional. Honourable Woman, Borgen, A Guerra dos Tronos

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras