Nas Bancas

Maria Cerqueira Gomes

Maria Cerqueira Gomes

Carlos Teixeira

A escolha de… Maria Cerqueira Gomes

A apresentadora é a nova aposta do Porto Canal para as manhãs. Depois de seis anos à frente do programa “Porto Alive”, é tempo de mudança.

Joana Brandão
24 de maio de 2014, 18:00

É um dos rostos maissimpáticos da televisão no norte e tem conquistado o público com a suanaturalidade. No Porto Canal desde a primeira emissão, já lá vão sete anos, edepois de ter apresentado o programa direto diário Porto Alive, MariaCerqueira Gomes aceitou o convi­te para se juntar a Ricardo Coutonas Grandes Manhãs. A mudança de horário não assusta a apresentadora de30 anos, que diz preferir o dia à noite, sobretudo por causa da filha, de dezanos. “A Francisca tem aulas de manhã e com este meu novo horárioposso estar de tarde com ela. É ótimo!”, justifica. Além das manhãs, Mariavai continuar a moderar as entrevistas em Grandes Conversas, um sinalclaro da aposta do Porto Canal no trabalho da apresentadora.
O LIVRO: “Alex Cross – A Caça“
Gosto de policiais. Comecei por ler os escritores nórdicos como JoNesbo, Camilla Lackberg e Mons Kallentoft. Não há nada melhordo que ficar agarrada a um livro. Os policiais deixam-me num maravilhoso estadode curiosidade. O último que li foi Alex Cross – A Caça, de JamesPatterson, que retrata grandes contrastes entre os EUA e os paísesafricanos.
O CD: "The Best ofSade"
Embora tenha sido editado no final de 1994, esta seleção continua muitoatual. Ouço-o desde sempre, não consigo saltar músicas e normalmente fica em loop.
O CONCERTO: Coldplay
Vê-los no Estádio do Dragão foi mágico. Como diz a nova música deles, Magic,“call it magic”. Os Coldplay só têm músicas boas e em palco a energia écontagiante.
O FILME: “Closer”
Não é o melhor filme do mundo, mas é o meu preferido porque retrata o amornuma perspetiva bem atual. Além disso, este filme do Mike Nichols temalguns dos meus atores preferidos: Julia Roberts, Jude Law, NataliePortman e Clive Owen.
O FIM DE SEMANA: Paris

Sou uma mulher de cidades e Paris foi o meu último destino. É uma cidadeacolhedora e com recantos muito românticos. Claro que os restaurantes e a vidanoturna também a tornam bastante especial.
A VIAGEM: Tailândia
Na última grande viagem que fiz passei na Tailândia e fiquei com vontade deconhecer o Oriente todo. Estive em Baguecoque e em Krabi. É outro mundo, outraforma de estar, a gastronomia é muito boa e as pessoas sabem receber.
O RESTAURANTE: Cafeína
Um clássico, no “meu” Porto, e é sempre uma boa opção. Em Nova Iorquerecomendo a comida asiática do Spice Market e em Paris o La Société.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras