Nas Bancas

André Indiana

André Indiana

D.R.

A escolha de… André Indiana

O músico comemora dez anos de carreira com a edição de um álbum homónimo, que agora apresenta ao vivo em formato ‘unplugged’.

Redação CARAS
4 de janeiro de 2014, 18:00

O músico, compositor e produtor portuense AndréIndiana assinala dez anos de carreira com o seu quarto álbum de originais.Este trabalho homónimo, que teve como primeiro single Like a Legend, écomposto por canções que percorrem várias influências e estilos, como o blues,o rock, a soul e o funk, e conta com a participação dacompanheira de André e mãe do seu filho, Ian (que completa dois anos emjaneiro), a cantora Mónica Ferraz, dos Mesa. Seguiu-se o singleGoodbye Tomorrow, que já passa com insistência nas rádios nacionais. Estessão apenas alguns dos temas que fazem parte da digressão unplugged quepassa a 5 de dezembro pelo Theatro Circo, em Braga. Quando não está em palco,André gosta de jogar ténis e andar de mota.
O CD: "The Space Age Playboys"
Sempre gostei muito deste disco dos Warrior Soul, mas depois de tertocado com o Kory Clarke (cantor e fundador da banda) fiquei ainda maisfã. É um álbum direto e muito uplifting.
O FILME: “Inception“

A realidade e os sonhos (con)fundem-se, fazendo deste um filme intenso einteligen­te, que quebra muitas barreiras, a vários níveis. Sou fã do ChristopherNolan desde o Memento.
O CONCERTO: Paul McCartney

Tive o privilégio de ver um dos meus ídolos ao vivo no Rock In Rio. Ele temuma musicalidade incrível e em palco dá um espetáculo excelente. O PaulMcCartney é uma lenda viva, um grande músico e um grande homem.
A VIAGEM: Nova Iorque

Adoro Nova Iorque e tento visitar a cidade sempre que posso. Mas asmelhores memórias são da primeira vez que fui lá, em 2001. Fiquei um mês,depois do 11 de setembro, e adorei a forma como fui recebido. A atmosfera é eletrizantee as pessoas em geral são amigáveis e nada complicadas. Para um músico éobrigatório visitar Nova Iorque. É uma cidade inspiradora!
O FIM DE SEMANA: Paris
Fui recentemente a Paris e apaixonei-me de novo (literalmente). Paraqualquer la­do que se olhe há beleza e paixão. E há também um sentimento deorgulho nos parisienses que admiro. É uma cidade com tanta história e tantopara ver que um fim de semana passa a voar.
O RESTAURANTE: Cunha
Gosto do Cunha não só porque está aberto até às 2 da manhã e pode comer-sede tudo, mas também porque tem uma decoração muito anos 60/70, ao estilo dinneramericano. Parece que o tempo pára quando se está lá dentro. Rua Sá daBandeira, 676.
O BAR: Plano B
Em plena Baixa do Porto, o Plano B tem desde um pequeno auditório paraconcertos a zonas de disco e chill out.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras