Nas Bancas

Márcia Barros

Márcia Barros

D.R.

A escolha de... Márcia Barros

Trocou o Rio de Janeiro pelo Porto por amor, há quase 25 anos. Mãe de três filhos, Márcia canta música portuguesa com toque de bossa nova.

Redação CARAS
20 de agosto de 2013, 17:03

Radicada no Porto há quase 25 anos, a brasileira Márcia Barros continua a dar provas na música e, ao lado do conceituado músico, compositor e produtor seu compatriota Tavynho Bonfá, acaba de editar Xutos & Pontapés N’Bossa Nova. Um disco com canções emblemáticas da banda portuguesa mas vestidas com a roupagem clássica e intemporal da bossa nova. Ai se ele cai foi o single de avanço deste trabalho, que sucede a Bossa Nova, editado em 2009, e no qual Márcia Barros cantou temas de Jorge Palma, GNR, Rádio Macau e, claro, Xutos & Pontapés.
Quando não está a cantar, Márcia gosta de conviver com os amigos e acompanhar de perto o percurso dos filhos – Breno, de 24 anos, Lucas, de 21, e Carolina, de 15 – fruto do seu casamento com o empresário português Rodrigo Pinto Barros.
O Livro - "O Amor Nos Tempos de Cólera"
Sou super romântica e acredito no amor acima de tudo, por isso guardo esta história do Nobel da Literatura Gabriel García Márquez. Um amor sem idades vivido por Florentino Ariza e Firmina Daza.
O CD - “João Voz e Violão“, João Gilberto

É muito difícil escolher um CD, em tantos trabalhos brilhantes que existem no mundo da bossa nova, mas se assim tem de ser, o meu eleito é este disco do João Gilberto com a atriz Camila Pitanga na capa a fazer sinal de silêncio. É um álbum purista, a bossa nova na sua essência.
O Concerto - U2

Lembro-me da última vez que vi os U2 ao vivo, em Coimbra, em 2010. Mas também tenho recordações do concerto de Alvalade, em 2005. Sou fã da banda desde 1980 e ao vivo são gigantes, dão mega concertos. Num formato bem diferente, mais acústico, gosto do Quarteto Jobim Morelenbaum com Ryuichi Sakamoto ao piano a interpretarem músicas do Tom Jobim. Amo!
O Filme - “Django Libertado“

Tenho um fraco pelo Quentin Tarantino,  pela maneira como aborda os temas do racismo, fascismo e do preconceito em geral. Kill Bill, Inglourious Basterds, Pulp Fiction, Jackie Brown, marcaram-me todos, de uma maneira ou de outra. Mas elejo o Django Unchained como preferido, talvez por ser o último.
A Viagem - Arquipélago Fernando de Noronha

Pertence ao estado brasileiro de Pernambuco e é um dos meus locais preferidos, onde a fauna e flora vivem em perfeita harmonia. É o único lugar no mundo onde avistamos golfinhos rotadores, onde existem aves que voam alto e nadam debaixo de água, onde a natureza ainda é preservada e respeitada.
O Bar - Le Tremplin, França

Neste bar e restaurante de Courchevel,  uma estação de esqui situada nos Alpes franceses, podemos beber um excelente vinho quente no après-ski e ouvir boa música ao vivo, rodeados de gente bonita.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras