Nas Bancas

Raquel Strada

Raquel Strada

João Lima

A escolha de… Raquel Strada

Apaixonada pela sua profissão, a apresentadora é um rosto bem conhecido da SIC, sucesso que partilha com o namorado, o jogador de corfebol Miguel Costa.

Andreia Cardinali
20 de janeiro de 2013, 19:00

Começou a trabalhar em televisão por brincadeira, no programa Sixteen, da SIC Mulher, há oito anos, e sentiu que tinha finalmente encontrado a sua verdadeira paixão: comunicar. Manteve-se na SIC e neste momento Raquel Strada, de 29 anos, faz reportagens para o programa diário Querida Júlia e é já um rosto reconhecido da televisão portuguesa. A nível pessoal vive também uma fase de estabilidade: embora seja ciosa da sua privacidade, a apresentadora não esconde, no entanto, que vive uma relação feliz junto do jogador da seleção nacional de corfebol Miguel Costa, com quem começou a namorar no início do ano passado.
O RESTAURANTE: "The Decadente"
Gosto de vários, mas destaco o The Decadente, o restaurante do The Independente, um hostel instalado num palacete lisboeta. Tem preços acessíveis, o ambiente é giro... e a comida é boa. Além disso, ao sair do restaurante temos uma vista ma­ravilhosa sobre Lisboa, proporcionada pelo miradouro de S. Pedro de Alcântara.
A VIAGEM: Tailândia
Até agora... Tailândia. Comida fantástica, praias maravilhosas e sorrisos estampados na cara. O dos tailandeses e o nosso, de tão bonito que é tudo. Quero muito voltar.
O MUSEU: Galeria Saatchi, em Londres
Tem imensa arte contemporânea, e tem por hábito exibir criações de novos artistas, em algumas das suas salas. E eu gosto desse género de plataformas, que não têm medo de apoiar e investir em novos talentos.
O FILME: "Amor"
É um filme dramático sobre o amor e a velhice, realizado pelo austríaco Michael Haneke. Fui ver com vários amigos e todos nós nos sentimos bastante tocados com a história, e a forma como o sentimento é retratado.
O ESPETÁCULO: "Wicked"
É um musical intemporal. Com várias personagens de O Feiticeiro de Oz. É um dos meus favoritos.
O DISCO: "El Camino", Black Keys
Estiveram finalmente em Portugal, e apesar de em palco não serem extraor­dinários, para ouvir em casa ou no carro dão imensa energia. Gosto desta mistura deles, entre o blues e o rock.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras